PM prende suspeito por tráfico de drogas em São Mateus do Sul

A Polícia Militar prendeu na noite de terça-feira (30), por volta de 21h40, o indivíduo identificado pelas iniciais do seu nome (R.P.L.C.), por adquirir, vender, fornecer e produzir drogas.

Conforme informações, a polícia recebeu várias denúncias anônimas informando sobre um rapaz que estava preso recentemente pelo crime de tráfico de drogas, agora em liberdade estava em ação novamente no local conhecido por Beco do Chapolin. 

A equipe da ROTAM se deslocou até a Vila Bom Jesus e, de dentro da mata monitorou o local (Rua São Lucas) . A polícia constatou uma grande movimentação de usuários de drogas, e em determinado momento foi possível avistar o denunciado apanhando algo próximo a um dos barracos e fazendo a entrega do produto.

Por se tratar de local de difícil acesso, os policiais solicitaram apoio de mais uma equipe para abordagem, momento em que, o homem arremessou algo no chão. Logo após, foi encontrado R$ 198,75 em notas diversas, um aparelho celular, uma carteira com a identidade do suspeito, três pedras de crack embrulhadas em papel alumínio e um documento em nome de um rapaz que, após consulta ao sistema, ficou constatado ser vítima de roubo.

Dentro de um barraco próximo ao local da abordagem, foi localizado em cima de um fogão, duas pedras de crack. Uma mulher que estava na casa no momento da abordagem, assumiu ser de sua propriedade e confessou ter comprado do rapaz, alvo das denuncias. Diante das evidências, o suspeito foi preso em flagrante.

Na delegacia, os policiais encontraram no celular do rapaz uma mensagem de texto com a frase: “Pode vir buscar, tá na mão”. 

A polícia informou que há pouco tempo atrás, ele foi preso pelo crime de tráfico de drogas. Na ocasião foi apreendido com ele, 300 pedras de crack. Alguns dias antes da apreensão, já havia sido encaminhado á delegacia com 14 pedras de crack, mas como o entorpecente não estava em posse do rapaz e sim escondido próximo ao abordado, a ocorrência foi qualificada como achado de objeto, ou seja, sem comprovação de posse.

Da Redação

Veja também

Leave a Reply