Motorista de carreta é indiciado por tentativa de homicidio

 Motorista de carreta é indiciado por tentativa de homicidio

Na tarde de sabado (06/03) o motorista de uma carreta que colidiu contra uma moto e deixou um casal ferido na BR-101, em Penha, no Litoral Norte catarinense, foi indiciado por tentativa de homicídio qualificado. Segundo a Polícia Civil, ele estaria sob efeito de drogas.

Sandra Aparecida Pereira e Anderson Antônio Pereira, 49 anos, voltavam de um passeio de moto por Campo Alegre, no Norte catarinense, quando foram atingidos pela carreta. Segundo Márcio Pereira, primo de Anderson, os dois estavam voltando de um passeio e “curtindo um sonho” com a motocicleta adquirida há quase dois meses.

Anderson e Sandra estavam em moto atingida por carreta na BR-101 — Foto: Redes sociais/ Reprodução

De acordo com a Polícia Militar (PM) e a Rodoviária Federal (PRF), o motorista da carreta, de 36 anos, com placas de Taquara (RS) não prestou socorro às vítimas. Ele partiu de São Paulo e seguia com destino o Rio Grande do Sul.

Após a colisão com a traseira, a moto ficou engatada no para-choque da carreta e foi arrastada pela rodovia. Anderson escalou a carreta e depois ficou pendurado na cabine por mais de 30 quilômetros. A mulher dele ficou caída na pista.

De acordo com o delegado Uiliam Soares da Silva, o homem apresentava sinais de uso de drogas. Um teste de bafômetro deu negativo para o consumo de álcool. Foi apreendida uma porção de cocaína dentro do veículo.

“O estado em que ele se encontrava era de uma pessoa drogada. Quando ele chegou na DP [delegacia de polícia] ele estava tentando morder as pessoas. Ele estava extremamente agressivo”, afirmou Uiliam.

Segundo o delegado, na entrevista preliminar ele teria admitido o uso de drogas e que estava sem dormir. No entanto, durante o depoimento o motorista da carreta preferiu ficar em silêncio.

O caminhoneiro foi autuado na Central de Plantão Policial (CPP), em Balneário Camboriú, por tentativa de homicídio qualificado pela utilização de recurso que impossibilitou a defesa da vítima; por conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência; fuga de local de acidente de trânsito e posse de drogas para consumo próprio.

A passageira, de 47 anos, sofreu traumatismo craniano e ficou caída no local do acidente. Ela foi atendida por uma equipe da concessionária que administra a rodovia, foi hospitalizada, transferida para (UTI), não resistiu aos ferimentos e faleceu

O motociclista sofreu ferimentos leves. Ele foi levado ao Hospital Municipal Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú. Segundo a família, a expectativa é que ele receba alta na hoje segunda-feira (08/03).

Da redação do Portal Cultura Sul FM com Informações G1

Veja também