Homem ateia fogo na própria casa após a esposa se recusar a fazer um pastel

 Homem ateia fogo na própria casa após a esposa se recusar a fazer um pastel

Foto: Reprodução/ Redes Sociais

Um homem ateou fogo na própria casa após discutir com a esposa, em Bocaiúva do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba. Segundo relatos dos próprios envolvidos, a discussão começou após a mulher se recusar a fazer um pastel.

Ana Lúcia Poli e Cláudio Mocelin estão juntos há 24 anos e têm dois filhos. Mas, nos últimos tempos o casal não estava se entendendo e chegaram ao estopim na última quarta-feira (1) quando o marido pediu para que a mulher fizesse um pastel e ela teria se recusado.

Antes de se apresentar à polícia, o acusado decidiu conversar com exclusividade com a equipe do Cidade Alerta Curitiba. Na versão de Cláudio Mocelin, tudo aconteceu porque a esposa se recusou a preparar uma refeição para ele. “Eu tava vindo de viagem. Passei no mercado e comprei uns negócios. Cheguei em casa e falei para ela fazer um pastel. Ela disse que não ia fazer. Aí ela ligou para o filho. A hora que eu me virei ela me meteu uma facada no pulso. Quando ela veio de volta eu peguei a arma e dei um tiro na mão dela”, narra.

Claudio nega ter ateado fogo em casa

Cláudio afirma que nunca teve a intenção de matar a companheira. “Se eu quisesse, dava um tiro no peito ou na cabeça. Eu dei na mão para assustar ela. Eu não queria matar, só assustar. Quando ela viu que eu dei o tiro, ela saiu correndo e foi para a casa da minha mãe. Só que eu ‘pacotei’ e não vi mais nada. Quando eu acordei, a casa estava queimando. Pegou fogo na minha camisa, eu tirei e saí”, diz.

Mas, diferentemente da versão do marido, Ana Lúcia registrou um Boletim de Ocorrência dizendo que foi perseguida até a casa da sogra e que, como Cláudio não conseguiu entrar, retornou para a própria residência e ateou fogo.

Segundo o advogado de Cláudio Mocelin, não houve tentativa de feminicídio, apenas uma tentativa de se proteger. O acusado compareceu a delegacia na manhã de quinta-feira (2) e não ficou preso. Ana Lúcia está hospitalizada e assim que receber alta será convidada a prestar esclarecimentos às autoridades.

Com informações de RicMais

Fique bem informado, clique no ícone abaixo e faça parte da nossa comunidade, recebendo as notícias em primeira mão:

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal 97 pelo WhatsApp (42) 99907-2942 ou (42) 9833-7197

Últimas notícias