Abastecimento de arroz está garantido no Brasil, apesar das chuvas e enchentes

 Abastecimento de arroz está garantido no Brasil, apesar das chuvas e enchentes

Uma nota divulgada pela Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) afirma não haver risco de faltar arroz no Brasil. O organismo representa 16 Associações de Arrozeiros Regionais, congregando aproximadamente 6 mil produtores de 205 municípios do Estado e é responsável por gerar cerca de 30 mil empregos diretos.

Essas entidades representativas do setor orizícola do Rio Grande do Sul centralizam aproximadamente 70% da produção nacional de arroz e, mesmo em meio à situação de calamidade pública, garantem o fornecimento do alimento ao mercado consumidor. Segundo a Federarroz, “é natural que haja apreensão com relação às condições de abastecimento do arroz no Brasil”.

Por conta dos “significativos danos causados pelas chuvas torrenciais que ocorrem no Estado que concentra a produção e a industrialização do cereal no país”. Contudo, o organismo explica o fato de em torno de 84% da área cultivada pelos gaúchos ter sido colhida antes do início das chuvas, como projeção da safra 2023/2024 para atingir aproximadamente 7 milhões, 150 mil toneladas.

A Federação acrescenta a informação da necessidade de suprir com importação
a menor disponibilidade de arroz gaúcho, “em razão das perdas de produtores afetados pelas enchentes que assolam o Estado”. Outro ponto são as dificuldades de escoamento da produção por interdição de estradas estaduais e federais, a serem “superadas em decorrência do empenho de todo o país e da natural reorganização das cadeias produtivas”, na visão do organismo.

Reforçando que a “catástrofe climática que assola o Rio Grande do Sul não impõe qualquer ameaça ao abastecimento de arroz à população brasileira, de modo que seguiremos (produtores rurais, cooperativas e indústrias) comprometidos com a missão de garantir a segurança alimentar do Brasil”.

Também em meio a todo esse contexto, o governo federal publicou, no Diário Oficial da União desta sexta-feira (10), uma medida provisória que autoriza a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) a importar até 1 milhão de toneladas de arroz beneficiado ou em casca, por meio de leilões públicos, para recompor os estoques públicos.

Portal 97 com informação e imagem da Federarroz e Conab.

Últimas notícias