Em Prudentópolis, mulher cai em golpe após assistir vídeo no Facebook sobre indenizações do Serasa

 Em Prudentópolis, mulher cai em golpe após assistir vídeo no Facebook sobre indenizações do Serasa

Foto: Meramente Ilustrativa/Internet

Uma moradora, que preferiu não se identificar, relatou ter sido vítima de um golpe após assistir a um vídeo no Facebook no dia 31 de janeiro. O caso só foi divulgado agora, mas serve de alerta a toda comunidade. Segundo seu relato, o vídeo abordava o tema de indenizações que estavam sendo pagas pelo Serasa, despertando seu interesse.

Após clicar no link fornecido, a mulher foi redirecionada para um site onde foi informada de que seu nome estava negativado, e que devido a uma suposta dívida indevida, ela teria direito a uma indenização no valor de dezessete mil reais. Acreditando na veracidade da informação, ela enviou seus dados pessoais para dar prosseguimento ao suposto processo de indenização.

No entanto, sua confiança foi aproveitada pelos golpistas, que passaram a solicitar pagamentos. Primeiramente, foi requerida uma taxa de R$ 71,27 referente a um imposto. Posteriormente, foi solicitado o pagamento de R$ 86,27 como acordo de cancelamento da dívida. Por fim, foi exigido um valor de R$ 37,90 para antecipar o suposto pagamento da indenização.

Após efetuar todos os pagamentos solicitados, a vítima não obteve mais resposta dos golpistas, o que a fez perceber que havia caído em um golpe. Diante da situação, ela manifestou interesse em representar contra os responsáveis.

O caso mostra a importância de verificar a veracidade das informações encontradas na internet e evitar fornecer dados pessoais em sites não confiáveis. Além disso, é fundamental estar atento a possíveis sinais de golpe, como a solicitação de pagamentos antecipados em troca de promessas de indenização.

Portal 97 com informações do parceiro Portal NossaGente

Fique bem informado, clique no ícone abaixo e faça parte da nossa comunidade, recebendo as notícias em primeira mão:

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal 97 pelo WhatsApp (42) 99907-2942 ou (42) 9833-7197

Últimas notícias