50 anos depois, Atlético Mineiro é campeão brasileiro novamente e levanta a taça

 50 anos depois, Atlético Mineiro é campeão brasileiro novamente e levanta a taça

O Galo havia sido campeão brasileiro uma única vez, em 1971. Havia, porque novamente, no início da noite desta quinta-feira (02/12), o Clube Atlético Mineiro conquistou o Campeonato Brasileiro, edição de 2021, em vitória sobre o Bahia, na Arena Fonte Nova em Salvador. A taça de 50 anos, 50 anos depois, vai para a mão dos atleticanos que não podem mais ser alcançados, em número de pontos por outros times.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) irá entregar a taça especial dos 50 anos do Brasileirão, que justamente o Galo venceu na primeira edição em 1971. Já o Bahia foi campeão em 1959 da Taça Brasil, unificada posteriormente. Agora, o Galo soma cinco títulos nacionais. Além dos dois brasileiros, o clube venceu a Copa dos Campeões (FBF) em 1937 e 1978, e a Copa do Brasil em 2014.

Fundado em 25 de março de 1908, o Galo superou o Bahia que está ameaçado de rebaixamento para a Série B, jogando na casa do adversário. Mas o jogo foi bem disputado, principalmente no primeiro tempo com cinco chances para cada lado. Somente após estar perdendo por 2 x 0 a equipe conseguiu reagir e chegar a conquista do Brasileirão de 2021, deixando os baianos em perigo de cair para a Segundona.

O Bahia abriu o placar aos 16 minutos com o zagueiro Luiz Otávio, numa cabeçada completando um cruzamento. Aos 20, Gilberto ampliou. O camisa 9 baiano desviou cruzamento rasteiro de Matheus Bahia e mandou pro fundo das redes. Foi o 13º gol do atacante no campeonato, artilheiro do tricolor na competição. A reviravolta no placar, rumo ao título, iniciou aos 25 minutos com marcação de um pênalti.

Autor do 1º gol, Luiz Otávio cometeu o pênalti em Eduardo Sasha que havia entrado aos 22 minutos. O artilheiro do Galo cobrou e diminuiu o placar. Hulk, o camisa 7 atleticano, deslocou o goleiro e deixou o jogo em 2 x 1, isso aos 27 da segunda etapa. No minuto seguinte, Keno recebeu bola na entrada da área, cortou para dentro e finalizou com perfeição, empatando a partida na Fonte Nova.

O camisa 11, aos 32 minutos, marcou mais um, virando o jogo para o Galo. Em contra-ataque Keno recebeu bola na entrada da área e finalizou com perfeição. Enquanto Hulk chegou ao seu 18º gol, isolado na artilharia do Brasileirão 2021, e 33 tentos pelo Galo, Keno atingiu 17, sendo seis na atual temporada. Estava armada a festa e o grito de… é Campeão Brasileiro para os mineiros.

Dali para frente foi só esperar o apito final, somente aos 51. Lá em no dia 19 de dezembro de 1971, no Maracanã, bastava um empate contra o Botafogo e o Galo, com gol de Dario aos 16 minutos do segundo tempo, garantiu a festa da vitória. Dessa vez, cabendo a Hulk e Keno os gols da vitória. Com o apito final, os mineiros comemoram, e muito, a conquista.

Da redação com foto de Pedro Souza/Atlético-MG

Veja também