Duque de Caxias recebe livros em uma parceria com a Uninter

 Duque de Caxias recebe livros em uma parceria com a Uninter

Foto: Cultura Sul

Na manhã desta segunda-feira (13/09), o diretor do Colégio Estadual Duque de Caxias (CEDUC), Felipe Chico, recebeu uma colaboração importante do professor Sérgio Santana, do Centro Universitário – Uninter, polo de São Mateus do Sul, que em uma parceria, doou mais de cinquenta livros, voltados ao curso de administração, já que o CEDUC, terá o curso técnico na área no próximo ano, e o objetivo é começar as matrículas o mais breve possível.

“Ficamos muito honrados em participar desse projeto, contribuindo com mais de 50 livros, todos eles na área de administração, para ajudar na bibliografia inicial dos cursos. Chegando materiais novos no nosso polo, nós estaremos entregando mais exemplares mesmo se não for solicitado, vamos oferecer, pois é esse o trabalho do Polo Uninter aqui de São Mateus do Sul, um trabalho social, com respeito, pensando na educação como um todo”, explicou Sérgio no momento da entrega dos livros.

Ele destacou ainda a alegria em poder ajudar, contribuindo com o que tinha na instituição. “Ficamos muito felizes, sempre estamos à disposição.  O professor Felipe imaginava que teríamos alguns volumes para ajudar, e nós felizmente tivemos condições dessa reserva técnica que sobra, e agora pudemos realizar essa doação, que vai ajudar muitos alunos”, frisou

Felipe contou que um trabalho não se faz sozinho, é importante realizar parcerias com vários setores da sociedade civil, com isso, sabe da relevância em conseguir empresas que ajudam e contribuem. “A educação é um dos motores do desenvolvimento do nosso município, e para nossa felicidade, fomos tomados de surpresa com a oportunidade de poder trabalhar com esses dois cursos, técnico em administração e técnico agrícola. Recebemos essa autorização para funcionamento e estamos correndo atrás de tudo o que precisa para dar sequência a esse trabalho”, contou.

O diretor destacou ainda que o professor Sérgio é referência, quando se fala em educação no município, por isso, foi uma das primeiras pessoas a serem procuradas para contribuir com os novos cursos. “Já conversei com o pessoal da secretaria de educação, e já mostrei algumas obras que a gente já havia recebido do professor Sérgio e eles comentaram que nosso trabalho é muito rápido, não para, e o nosso objetivo é esse mesmo, de conseguir agilizar todo o processo documental para que a gente já possa iniciar o período de matrícula o quanto antes e assim começar as aulas já em 2022”, disse Felipe.

Da redação Cultura Sul

Veja também