Uma idosa recebeu por engano doses de vacinas diferentes contra a covid-19 em Maringá

 Uma idosa recebeu por engano doses de vacinas diferentes contra a covid-19 em Maringá

A idosa de 95 anos recebeu a primeira dose da vacina AstraZeneca  e com intervalo menor de 90 a 120 dias recebeu a segunda dose, que foi a CoronaVac aplicada nessa semana, conforme a recomendação a equipe da Saúde foi até a casa da idosa para aplicar a vacina.

O erro só foi percebido na hora de anotar a vacina na carteirinha, o secretário de Saúde, Marcelo Puzzi, diz que segundo o Ministério da Saúde, não há risco.

“Não é algo que deveria acontecer (tomar doses de vacinas diferentes), porém a gente já tem todas as recomendações do Ministério da Saúde. Alguns países como o Reino Unido já fazem esse tipo de situação, estão fazendo vacinação, digamos assim, cruzada, e não há problemas nesse tipo de situação”, disse.

“De acordo com o protocolo do Ministério da Saúde não existe problema. Existe sim uma recomendação de que não seja feitas doses diferentes. (…) Não há problema ao paciente, mas a recomendação é que não seja feita”, completou.

Puzzi ainda afirmou que, apesar de não haver indícios de riscos à paciente, ela esta sendo avaliada e o caso será acompanhado de perto pela Secretaria Municipal da Saúde e pela 15ª Regional da Saúde. “Ela não teve nenhuma reação adversa maior. (…) O caso será acompanhado”.

Ainda conforme o secretário, será preciso aplicar mais uma dose na idosa.

Da redação do Portal com informações CMG online

 

Veja também