Mês da Mulher com cuidados redobrados em Antônio Olinto

 Mês da Mulher com cuidados redobrados em Antônio Olinto

Daniela e Nelize no programa Cultura Sul Notícias

O mês do março é considerado o mês da Mulher, devido vários eventos alusivos ao Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 08, com isso, na entrevista dessa quarta-feira (03/03), a secretária de saúde do município de Antônio Olinto, Nelize Wrublesk, junto com a enfermeira da Estratégia da Saúde da Família e clínica da mulher, Daniela Ribeiro, participaram do Cultura Sul Notícias, trazendo mais informações sobre os cuidados com a saúde da mulher.

Em entrevista, Nelize destacou os trabalhos realizados no município. Falou da quarta remessa de vacinas recebidas pelo governo do estado, material esse que será aplicado em domicílio, e repassou informações sobre a contratação de três novos servidores na saúde e sobre o tema da semana. “É muito importante trazer informações sobre o COVID19, mas optamos em trazer em cada semana um assunto diferente, sobre os trabalhos realizados na saúde, e nessa semana é sobre a saúde da mulher”, explicou.

Daniela, que desenvolve trabalhos voltados a saúde da mulher no município, trouxe informações sobre o exame Papanicolau: O que é, para que serve o exame, quais as doenças detectadas, quando realizar esse exame e se existe restrições para realizar o exame. “Serve para encontrar lesões ou alterações do tecido uterino que indiquem a presença do HPV, cuja infecção é responsável por praticamente todos os casos de câncer de colo de útero, esse exame também detecta algumas infecções sexualmente transmissíveis, como a candidíase”, disse.

Segundo ela o exame é válido para mulheres a partir dos 20 anos, de acordo com o Ministério da Saúde, sendo que as duas primeiras coletas devem ocorrer anualmente e, se não houver alteração, as próximas provas podem ser feitas de três em três em anos. Daniela explicou que na realidade não existe uma idade certa, visto que atualmente a vida sexual das mulheres é cada dia mais cedo. “Orientamos em Antônio Olinto, que as jovens que começarem a vida sexual, nos procurem nos postos para marcar e realizar esse exame”, contou

Em relação a mamografia, ela explicou que é um exame simples, mas muito importante para ajudar no diagnóstico precoce do câncer de mama, o segundo tipo de câncer mais comum em mulheres no Brasil e no mundo, ficando apenas atrás do câncer de pele não melanoma. A mamografia tem como objetivo rastrear o câncer de mama, sendo capaz de detectar nódulos nos seios antes mesmo de eles serem palpáveis.

A recomendação do Ministério da Saúde é que mulheres entre 50 e 69 anos façam o exame de mamografia a cada dois anos. “Nós na unidade de saúde na coleta de preventivo, orientamos que as mulheres façam o autoexame, buscando o diagnóstico precoce”, explicou. Em casos específicos, como quando há histórico de casos de câncer de mama na família, o médico pode solicitar o exame em idades mais jovens e intervalos mais frequentes.

Nesse mês da mulher, Daniela contou que com as restrições eventos realizados anteriormente não poderão ser feitos. “Devido a pandemia não é possível realizar um evento especifico alusivo ao mês da mulher, mas mesmo assim as mulheres que tiverem dúvidas e precisarem realizar exames, podem ligar nos postos para agendamentos, buscando não aglomerar”, disse Daniela.

 A secretária de saúde Nelize finalizou a entrevista deixando uma mensagem à todas as mulheres. “Se cansar aprenda a descansar e não a desistir”, e ainda desejou à todas as mulheres um feliz e abençoado Dia da Mulher. A entrevista na integra está disponível no perfil do facebook da Cultura Sul FM.

Da Redação do Portal Cultura Sul FM

Veja também