Retorno das aulas presenciais fica para 1º de março no Paraná em sistema híbrido

 Retorno das aulas presenciais fica para 1º de março no Paraná em sistema híbrido

Nesta terça-feira (09/02) a Secretaria da Educação e do Esporte (SEED) anunciou que o governo do Paraná decidiu postergar o retorno das aulas presenciais na rede estadual de ensino. A nova data é 1º de março e não mais como estava previsto para o dia 18 de fevereiro, na próxima semana. Contudo, o ano letivo é mantido e no sistema híbrido.

O programa apresentado cita que os alunos da rede estadual terão uma reavaliação dos conteúdos prioritários a partir do dia 18 de fevereiro. O ensino volta por meio do ‘Aula Paraná pela TV aberta, YouTube, aplicativo e Google Classroom. Também com atividades impressas. Para educadores será ministrada capacitação pedagógica e sanitária.

“A gente quer esses dias para fazer a adaptação. Com isso, a gente consegue garantir um bom planejamento. Sete dias para orientar os profissionais, os professores e os alunos. A partir do 1º de março, esperamos os alunos na escola. Metade da turma em uma semana e a outra metade na outra”, observou o secretário Renato Feder. Destacando o modelo híbrido, com alternância entre os alunos a ser implantado.

Havendo possibilidade de que os estudantes se mantenham nas aulas remotas. Para retorno presencial é necessária a autorização dos pais, ou responsáveis, via termo de compromisso disponível no site da Secretaria da Educação. De acordo com a SEED alunos que não têm acesso aos meios digitais terão prioridade para o retorno presencial.

No modelo híbrido o número de alunos será limitado de acordo com o espaço da sala de aula e com distanciamento de 1,5 metro entre eles e escalonamento por faixa etária. Em torno de 850 escolas terão o professor ministrando aulas presenciais e retransmitido para as plataformas digitais de forma simultânea.

Num segundo formato, para cerca de 1,3 mil escolas, os estudantes vão numa semana para a escola e na outra seguem as aulas nas plataformas de suas casas, fazendo as atividades enviadas pelos professores.

O calendário prevê para a próxima quinta-feira – 11 de fevereiro – reunião entre os profissionais da escola para apresentação do sistema híbrido e as formas de atendimento aos estudantes. A data seguinte é para a elaboração do plano de trabalho dos professores no 1º trimestre. Iniciando o calendário letivo no dia 18 de fevereiro, seguindo até o dia 23 de fevereiro com capacitação pedagógica e sanitária para os educadores e servidores.

Nos dias 20 e 27 de fevereiro, dois sábados, os pais e responsáveis poderão visitar as escolas para tomar conhecimento das estruturas disponíveis e tirar dúvidas. Dias 24 a 26, últimas quarta-feira e sexta-feira do mês, será permitido que os estudantes visitem a escola para compreenderem as regras de como se comportar nos momentos de entrada, saída, recreio e lanche.

Finalmente, no 1º de março, haverá o retorno de aulas presenciais e início do modelo híbrido. Todos os estudantes precisam usar máscaras e passarão por aferição de temperatura na estrada da escola. Temperatura maior ou igual a 37,1°C. impede de entrar no estabelecimento. Vedado também o ato de compartilhar qualquer objeto: canetas, lápis, borracha, livros, cadernos, entre outros.

Da redação com informações e imagem da SEED

Veja também