Palmeira tem medidas mais restritivas após avanço de casos e óbitos por Covid-19

 Palmeira tem medidas mais restritivas após avanço de casos e óbitos por Covid-19

As novas medidas entraram em vigor na próxima segunda-feira (22/02), após terem sido discutidas na tarde desta sexta-feira (19/02) em reunião na Central de Atendimento ao Cidadão. A decisão, conforme a prefeitura, veio das conversas entre representantes dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, comerciantes, Polícia Militar (PM), Corpo de Bombeiros e representantes da Santa Casa.

O novo decreto municipal de enfrentamento, conforme o prefeito Sérgio Belich, é uma ação necessária devido ao aumento espantoso no número de casos confirmados e de óbitos ocorridos nos últimos dias. “Nos reunimos para, em conjunto, acharmos soluções. Infelizmente muitas pessoas não estão levando a pandemia a sério e acabam desrespeitando os decretos vigentes e às demais pessoas que vivem em sociedade”, disse.

Não se cogita adotar um lockdown (fechamento total) neste momento, mas as medidas são mais severas que as do decreto anterior. A perspectiva é de “conter a curva de contágio da pandemia”. Entre as alterações do novo decreto, que serão válidas por 15 dias, estão o novo horário do toque de recolher, que será das 21 horas às 5 horas do dia seguinte, todos os dias da semana. Com o final de semana funcionando só essenciais.

Além disso, todos os serviços não essenciais deverão estar fechados no período que compreende das 18 horas de sexta-feira até as 5 horas da manhã de segunda-feira, além de medidas referentes a prática de atividades desportivas e de recreação ao ar livre, funcionamento de templos religiosos, estabelecimentos de ensino, multas e demais sanções previstas, entre outros.

O texto completo do decreto nº 14.234, de 19 de fevereiro de 2021, sai no Diário Oficial nesta segunda-feira (22/02). “As pessoas estão brincando com a vida, levando o perigo para as suas casas e para os seus entes queridos. São pessoas fazendo festas, se aglomerando em praças e demais locais públicos, compartilhando narguilé, ingerindo bebida alcoólica em grupo. Infelizmente temos que optar por medidas mais severas neste novo decreto, mas só assim temos chance de conter a avanço da pandemia”, enfatizou o secretário municipal de Saúde, Giovatan de Souza Bueno.

Participaram da reunião, além do prefeito Sérgio Belich e secretário Giovatan, o vice-prefeito Major Schulli, o procurador geral, Carlos Eduardo Mezzadri, a juíza titular da Comarca de Palmeira, Cláudia Sanine Ponich Bosco, o promotor, Antonio Carlos Nervino, o secretário de Finanças e Gestão Pública, Marcos Antônio Bordinhão, o sargento Paulo Almeida, do Corpo de Bombeiros, o sargento Heitor Guera, da PM, e a presidente da Associação Comercial e Empresarial de Palmeira, Telma Margraf.

Da redação com informações e fotos da prefeitura de Palmeira

Veja também