Negociação de preço do fumo não chega a acordo entre empresas e entidades

 Negociação de preço do fumo não chega a acordo entre empresas e entidades

Reunião entre os organismos do meio rural e fumageiras não fecha num denominador comum, com divergências entre planilhas de custos e encerra sem conclusão. Algumas empresas ficaram próximas do acordo, caso da BAT (antiga Souza Cruz) e JTI. Outras cinco sugerem correção de menos da metade do que propõe as entidades. A representação dos produtores, ainda, aguarda reavaliação dos empresários.

As entidades representativas dos produtores de tabaco são: a Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra) e pelas Federações da Agricultura (Farsul, Faesc e Faep) e dos Trabalhadores Rurais (Fetag, Fetaesc e Fetaep) do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Os representantes focaram em levantar a variação de custo da safra anterior para a atual. Para este índice servir de parâmetro na negociação.

Na planilha da BAT, as entidades citam 7,1% de variação e a fumageira 5,3%. Na proposta os representantes dos produtores sugeriram 6,2% de correção ante a proposta de 4,85%. Da JTI o custo ficou em 5,26% frente a 8,3% da representação dos fumicultores que solicitaram correção de 7,79%, mas tendo proposta da empresa de 4,47%. Todos estes índices para o tabaco virgínia.

Quanto as demais fumageiras, além desta variação de custo se somou o percentual de diferenças entre as tabelas, o que deixou os índices acima de 10%, mas nenhuma das empresas propôs sequer 5%. Seus representantes mantiveram apenas os percentuais de custos levantados por eles próprios, na maioria ainda inferiores aos próprios valores descritos em suas planilhas.

A Afubra informou que os encontros, individuais com cada fumageira, foram realizados de maneira presencial, respeitando os protocolos sanitários devido à Covid-19, na sede da entidade, em Santa Cruz do Sul/RS, nos dias 26 e 27 de janeiro. As empresas recebidas foram: BAT (Souza Cruz), Philip Morris, JTI, Universal Leaf, Alliance One, China Brasil, CTA e Premium Tabacos.

A tabela abaixo mostra estas propostas de cada empresa e os índices da representação dos produtores são as seguintes:

Da redação com informações e foto da Afubra

Veja também