Curitiba confirma morte de bebê e Greca afirma começo da imunização na capital dia 20

 Curitiba confirma morte de bebê e Greca afirma começo da imunização na capital dia 20

foto: reprodução Facebook

A Secretaria Municipal da saúde de Curitiba divulgou na ultima quarta-feira (13), 15 óbitos pelo novo coronavírus, entre eles um bebê de 1 ano com registro de doença prévia grave. As vítimas são oito homens e sete mulheres, com idades entre 1 e 84 anos, oito tinham algum fator de risco para complicações da covid-19,

Hoje (15) são 119.722 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19 desde o início da pandemia, dos quais 109.411 estão liberados do isolamento e sem sintomas da doença. São 7.888 casos ativos na cidade e 80% das Utis já estão ocupadas.

Vacinação na Capital

O Centro de Exposições Positivo, no Parque Barigui, com 7.500 metros quadrados, será o espaço oficial de Curitiba para imunização da população contra a covid-19. contendo 50 salas de vacinação, onde trabalharão por turno 100 profissionais da Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

O Centro de Vacinação e outros detalhes estão no Plano Municipal de Vacinação contra a Covid-19, apresentado nesta quinta-feira (14/1), pela SMS de Curitiba no Comitê Municipal de Respostas às Emergências em Saúde Pública (Comresp).

“Nós teremos vacinação descentralizada nas Unidades de Saúde quando tivermos doses suficientes, mas como nesse início serão grupos prioritários, o objetivo é ter o máximo controle para não haver perdas”, complementou Márcia.

Grupos prioritários

Curitiba seguirá as etapas de vacinação do plano nacional de imunização. Os primeiros a serem vacinados na cidade serão pessoas de maior vulnerabilidade como profissionais de saúde da linha de frente da covid-19 e idosos e trabalhadores de instituições de Longa Permanência (asilos) e a população indígena.

Nessa etapa estão previstos 18.150 pessoas a serem vacinadas. Ainda dentro da primeira fase serão atendidos os demais profissionais de saúde, seguindo a ordem do Plano Municipal.

Vacina por agendamento

Para evitar aglomerações e facilitar a identificação, a vacina para a população será agendada pelo Aplicativo Saúde Já, de acordo com o cronograma.

Quem tem cadastro no Saúde Já receberá a informação do agendamento pelo aplicativo. Os demais serão informados por outros canais.

Os três primeiros grupos (profissionais de saúde, idosos em instituições de longa permanência e indígenas) não precisam do agendamento pelo aplicativo. A Secretaria começou a identificação dos profissionais que serão vacinados nessa primeira fase.

As pessoas vacinadas também receberão pelo aplicativo Saúde Já um questionário para avaliar o pós-vacinação.

Da redação do Portal Cultura Sul Fm com informações e foto Prefeitura Municipal de Curitiba

Veja também