Violência doméstica: amásio golpeia convivente e atira na fogueira

O caso, registrado pela equipe da Polícia Militar (PM) de São João do Triunfo, aponta que o homem, investigado pela Polícia Civil, foi acusado de praticar crime de violência doméstica, podendo ser enquadrado na chamada Lei Maria da Penha. Os policiais auxiliaram o investigador nas diligências e se depararam com uma mulher com sinais de agressão. Também realização abordagem e detenção de suspeito.

A polícia recebeu a denúncia, nesta quarta-feira (01/07) sobre suposto atentado de convivente ‘contra a vida de sua amásia’. O suspeito foi localizado na “residência de seu irmão ás margens da PR 151, no município de São João do Triunfo”, segundo a PM. A vítima foi conduzida para atendimento médico e apresentava sinais de agressões na cabeça. Também o relato de ter sido atirada numa ‘fogueira’.

As “informações do corpo clínico e o relato da vítima”, de acordo com os policiais, são de que a mulher “sofreu golpes na face e logo em seguida, agarrada pelos cabelos, foi atirada em uma fogueira, causando queimaduras em suas pernas, mãos e nádegas”. Ainda, o relato aponta que no “evidente flagrante de delito, foi dado voz de prisão”. Sendo o suspeito encaminhado para a delegacia de Polícia Civil.

Da Redação com informações da PM

Veja também