Estelionato: Polícia Civil desarticula esquema de venda de falsas aposentadorias em São João do Triunfo

 Estelionato: Polícia Civil desarticula esquema de venda de falsas aposentadorias em São João do Triunfo

Foto: Ilustrativa

Na tarde desta segunda-feira (08), a Delegacia de Polícia Civil de São João do Triunfo realizou uma operação de busca e apreensão em diversos endereços da região. A ação foi autorizada por ordem judicial com o intuito de coletar elementos para instruir um inquérito policial que investiga crimes de estelionato e associação criminosa, denominada operação APATE.

A operação contou com o apoio da 03ª Subdivisão Policial de São Mateus do Sul e da Polícia Militar do Paraná. O alvo principal da investigação, uma mulher de 44 anos, que foi detida em Ponta Grossa. A suspeita já acumulava 76 boletins de ocorrência, principalmente relacionados à prática de fraudes.

De acordo com o Delegado de Polícia Mateus Santarelli, as investigações revelaram um esquema fraudulento de venda de falsas aposentadorias. O modus operandi envolvia duas etapas principais: inicialmente, uma funcionária do sistema de saúde selecionava as vítimas, preferencialmente aquelas com baixo nível de instrução. Em seguida, as vítimas eram encaminhadas a uma suposta advogada, que cobrava quantias em dinheiro com a promessa de garantir aposentadorias pelo INSS, embora soubesse da impossibilidade de conceder tais benefícios.

“As reuniões com as vítimas ocorriam em um estabelecimento comercial da cidade, onde, em alguns casos, o proprietário oferecia uma máquina de cartão para facilitar o pagamento, o que evidencia sua participação no esquema criminoso”, destacou o delegado.

A investigação permanece em andamento, e todo o material apreendido durante a operação será minuciosamente analisado pela polícia. A Polícia Civil do Paraná solicita a colaboração da população para fornecer informações que possam auxiliar nas investigações não apenas em São João do Triunfo, mas também em municípios vizinhos. Denúncias podem ser feitas anonimamente através do telefone 181 ou pelo WhatsApp (42) 3447-1263.

Assista à explicação do delegado de Polícia:

Portal Cultura Sul com informações da Polícia Civil

Últimas notícias