Mãe é condenada por se omitir diante de abusos sexuais contra a própria filha

 Mãe é condenada por se omitir diante de abusos sexuais contra a própria filha

Foto: Meramente ilustrativa

Uma mãe foi condenada por se omitir no cuidado da filha, que iniciou um relacionamento amoroso aos 12 anos e teve um filho, fruto desta relação.

De acordo com a decisão do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), a mãe tinha ciência dos abusos sexuais cometidos contra a filha e também da gravidez que ocorreu em decorrência deles, mas se omitiu de tomar ações para evitar os abusos e para resguardar a saúde da filha durante a gestação.

Segundo a denúncia oferecida pelo Ministério Público do Paraná (MPPR), a filha chegou ao hospital para conceber o filho sem ter feito nenhum exame de pré-natal. A decisão do TJPR diz que a “inércia” da mãe “viola o dever legal de proteção e cuidado para com a filha, imposta pelo poder familiar”.

A mulher foi condenada a 16 anos e 3 meses de prisão inicialmente em regime fechado, além do pagamento de cinco salários mínimos para a filha, como reparação por danos morais. O namorado da vítima está preso e foi condenado a 20 anos de prisão.

Portal Cultura Sul

Fique bem informado, clique no ícone abaixo e faça parte da nossa comunidade, recebendo as notícias em primeira mão:

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal Cultura Sul pelo WhatsApp (42) 99907-2942

Últimas notícias