Polícia procura idoso de 83 anos que desapareceu após fugir de instituição de longa permanência no PR

 Polícia procura idoso de 83 anos que desapareceu após fugir de instituição de longa permanência no PR

Miguel Sitko, de 83 anos, é procurado após fugir de asilo no Paraná — Foto: Foto Autorizada/Arquivo Pessoal

A polícia faz buscas por um idoso que desapareceu depois de fugir pelo muro de uma instituição de longa permanência, em Teixeira Soares, no Paraná. Uma câmera de segurança registrou o momento em que Miguel Sitko, de 83 anos, deixou o local. Veja o vídeo

Nas imagens é possível ver que o idoso vai para a lateral do muro, enquanto o portão está fechado, e sai caminhando. Uma funcionária do local sentiu a falta do idoso cerca de 20 minutos depois. Ele está desaparecido desde 28 de março.

Segundo a profissional, Miguel pediu ajuda para encontrar um chapéu e também solicitou água logo após o almoço. Ela ajudou e foi buscar, mas quando voltou ele não estava mais no local.

De acordo com a Associação Teixeirasoarense de Amparo ao Idoso, um Boletim de Ocorrência (B.O.) foi feito ainda no dia 28 do último mês. A instituição afirmou ainda que faz correção no muro por onde aconteceu a fuga.

Caso anterior

Em janeiro deste ano, um outro caso de idoso fugindo do asilo foi registrado na mesma instituição. Na ocasião, um homem com Alzheimer saiu do local.

Ele foi localizado no dia seguinte, sendo levado de volta para a unidade.

O asilo funciona desde a década de 1980 e atende atualmente 20 idosos, entre homens e mulheres. A instituição é particular, mas recebe a maior parte dos moradores por meio de convênio público.

O idoso

Miguel estava morando no asilo desde outubro do ano passado e, conforme a instituição, era comunicativo e brincalhão.

Ele também gostava de assistir à televisão para ver jogos e jornais.

Antes de morar no asilo, Miguel vivia com a filha em Imbituva, também nos Campos Gerais do Paraná. Conforme a associação, ele nunca demonstrou vontade de deixar o local.

Denúncias

Pessoas que tiverem informações sobre o paradeiro de Miguel devem acionar as autoridades. Os telefones para contato são:

  • Polícia Militar – 190;
  • Polícia Rodoviária Federal – 191;
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198;
  • Polícia Civil – 197;
  • Bombeiros – 193;
  • Samu – 192.

Da redação com informações do G1 Paraná

Fique bem informado, clique no ícone abaixo e faça parte da nossa comunidade, recebendo as notícias em primeira mão:

Últimas notícias