Operação do roteiro “Lapa Natureza, com Caminho do Monge” inicia temporada turística

 Operação do roteiro “Lapa Natureza, com Caminho do Monge” inicia temporada turística

Neste sábado (14/05) iniciou a operação do Roteiro: Lapa Natureza, com Caminho do Monge. Paisagens naturais, contemplação e fé são elementos da iniciativa passando pelo trajeto do religioso no município, perfazendo caminhada, contato com a natureza e passagem por esses locais míticos e históricos lapeanos, regionais e componentes da história paranaense e brasileira, vivida entre o final do século XIX e início do XX.

São dez quilômetro dentro do caminho do Monge João Maria. No caso duas figuras míticas, João Maria de Agostini e João Maria de Jesus, que convergem para o mesmo nome. Dali a existência do Parque do Monge na Lapa. O local tem o caminho de pedra, a caverna aberta e gruta atribuída à moradia do misticismo religioso durante a estadia dos monges e permanência física, entre o final dos anos de 1800 e início dos anos de 1900.

O organizador do roteiro, e guia, Márcio Assad, destaca que o passeio coloca o turista diante de quatro temáticas ou histórias: caminho das tropas, de ferro, do monge e atualmente a rodovia Antônio Lacerda Braga (PR-427). Após dez quilômetro de caminhada e passagem “pela bela natureza do local”, segundo o promotor, o trajeto se encerra no Moro do Monge, na sua primeira parte, seguida pelo passeio histórico na sequência.

O Parque Estadual do Monge é uma unidade de conservação tendo trilhas menos conhecidas e acessíveis aos turistas nesse novo trajeto. “Estamos muito felizes”, destacou Assad citando a comercialização do roteiro em dois dias e lista de espera com futuros caminhantes. Após concluir a caminhada, os participantes fazem a refeição e concluem o passeio pela Lapa no centro histórico e acesso à feira de artesanatos local.

O organizador menciona, ainda, outros roteiros regionais como o Caminhos da Fé e outro de Rio Negro – do Parque Ecoturístico Municipal Seminário Seráfico São Luís de Tolosa – passando por Campo do Tenente e vindo até a Lapa. Nesse caso, por ser mais longo tem o pernoite. Ainda, outro intermediário que saí do Casarão Stalke de Campo do Tenente em direção ao território lapeano, também na mítica da fé e natureza.

Márcio Assad revela ainda o interesse de Campo do Tenente criar um Parque do Moro de Sant’ Ana, com passagem do Monge por ali, podendo virar um roteiro entre parques associado com a Lapa e Rio Negro. Tendo o passo inicial, segundo ele, nessa iniciativa Lapa Natureza, com Caminho do Monge, desenvolvido, viabilizado e comercializado por agências de viagens para adeptos de caminhada, fé e contato com a natureza.

Da redação com informações e imagens de Márcio Assad

Veja também