Em Mafra, passeata pediu Paz na Ucrânia com união de descendentes e representações

 Em Mafra, passeata pediu Paz na Ucrânia com união de descendentes e representações

Na mobilização, realizada no último sábado (09/04), pelas ruas do município, os descendentes de ucranianos se utilizaram de cartazes e faixas escritas em três idiomas, em apoio à Ucrânia: “Слава Україні, героям Слава” (Glória à Ucrânia! Glória aos heróis!, em ucraniano) “We stand with Ukraine” (Nós estamos com a Ucrânia, em inglês)  e  “Paz na Ucrânia”, em português.

De posse das mensagens escritas em ucraniano, inglês e em português, membros da comunidade ucraniana de Mafra e região, circularam pelas ruas dos municípios, muitos deles caracterizados com as roupas típicas e munidos de bandeirinhas nas cores azul e amarelas (cores da bandeira da Ucrânia). O ato teve o clamor pelo fim da guerra e por defesa em prol da paz no mundo.

Antes da passeata houve uma breve cerimônia, com apresentação do Hino Nacional Brasileiro e da Ucrânia, cantado pelos presentes. O prefeito de Mafra, Emerson Maas, participou do ato e falou em favor da Paz. “Só nos resta pedir a Deus para que ilumine os líderes políticos para que possam refletir e resolver pelo cessar da guerra, o mais breve possível”, disse, pedindo o fim do sofrimento.

O padre Jaime Fernando Valus, representante da paróquia da comunidade, lembrou que o povo ucraniano tem uma profunda fé, história milenar e muita religiosidade. “Estamos aqui para orarmos pelo fim da guerra”, declarou lembrando as palavras do Papa Francisco, que pediu ao mundo orações pela Paz na Ucrânia.

Thaisa Cristela Grein, representando a Associação Ucraniana Catarinense Ivan Frankó, agradeceu a presença de todos, em especial do grupo folclórico de União da Vitória. “Essa união das comunidades referencia que não há estado ou diferenças para esse sentimento de profunda tristeza e de desejo para que a paz volte a reinar”, afirmou, lembrando os 130 anos de Imigração Ucraniana no Brasil.

A vice-presidente da Representação Central Ucraniano Brasileira por Santa Catarina, Lecia Maria Labas, mencionou a presença significativa dos participantes, para demonstrar que a vida e a liberdade são importantes. “A guerra atinge o mundo todo e hoje nós ucranianos estamos nos sentindo abraçados por todos vocês”, afirmou. “Que a liberdade de um povo seja respeitada”, pediu. 

Após a cerimônia, os participantes saíram da Praça da Ucrânia, local de início do ato, em passeata até a Praça Ferroviário Miguel Bielecki. Ali encerraram a mobilização com apresentações dos grupos folclóricos Kalena, de União da Vitória e Vesná, de Mafra.

Da redação com informações e foto da prefeitura de Mafra

Veja também