Argentina confirmou primeiro caso da variante Ômicron, da Covid-19

 Argentina confirmou primeiro caso da variante Ômicron, da Covid-19

O país sul americano detectou, nesse domingo (05/12), o primeiro caso da variante Ômicron do vírus SARS-CoV-2 (Coronavírus). Um cidadão que retornou da viagem de trabalho à África do Sul é o primeiro argentino com a variante da Covid-19, segundo a informação confirmada pelo Ministério da Saúde da Argentina. Outras quatros pessoas que tiveram contato com ele, também, estão isoladas.

O homem (38 anos) estava cumprindo quarentena desde o dia 30 de novembro quando regressou para a Argentina. É o que informou o governo local, em comunicado do Ministério da Saúde. Quatro pessoas que tiveram contato com ele, também estão em isolamento, apesar de terem recebido resultado negativo nos testes já realizados, segundo a nota.

O governo argentino, para combater a propagação da nova variante detectada recentemente na África do Sul, obriga todos os viajantes que estiveram no continente africano nas últimas semanas em cumprir quarentena. Somente um teste PCR negativo pode permitir de romper o isolamento. Do contrário tem de aguardar isolado a retorno para a vida social.

A situação atual aponta que a Argentina diagnosticou 1.294 novos casos de Covid-19, neste domingo, elevando o total de infectados, desde o início da pandemia, para 5,34 milhões. Desde o início da pandemia são 116,64 mil mortes, incluindo três nas últimas 24 horas. O país teve as restrições mais duras que o Brasil e há pouco tempo passou em amenizar os protocolos existentes.

Da redação com informação e imagem da Agência Brasil

Veja também