Escola de São Mateus do Sul está entre as vencedoras do Concurso Agrinho 2021

 Escola de São Mateus do Sul está entre as vencedoras do Concurso Agrinho 2021

Foto: Sistema Faep

Foram anunciados na quinta-feira (18), em evento online, os mais de 120 premiados do Concurso 2021 do Programa Agrinho, promovido pela Federação da Agricultura do Paraná e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-PR), em parceria com o Governo do Estado e entidades privadas, e São Mateus do Sul ficou classificado em 2° lugar na categoria Experiência Pedagógica com o trabalho “AGRINHO NO CAMPO E NA CIDADE: COMBATENDO O COVID-19”, da professora Nilva Graboski, da Escola Municipal Ezilda Amaral Ferreira.

Sendo o maior programa de responsabilidade social do Sistema Faep, o Agrinho é desenvolvido junto às escolas da rede pública de ensino. Anualmente, o programa envolve a participação de aproximadamente 800 mil crianças e mais de 50 mil professores da educação infantil, do ensino fundamental e da educação especial, estando presente em todos os municípios do Estado.

Neste ano, o Agrinho abordou o tema “Do campo à cidade: saúde é prioridade”, para manter o foco no bem-estar da comunidade escolar, com assuntos relacionados à saúde física, mental, emocional e social, principalmente devido à pandemia do novo coronavírus. No total, o concurso recebeu mais de 4,8 mil inscrições. 

Participaram da cerimônia de anúncio dos vencedores o vice-governador Darci Piana; o presidente do Sistema Faep/Senar-PR, Ágide Meneguette; os secretários estaduais da Educação e do Esporte, Renato Feder, do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, e da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara; além do presidente da Federação das Apaes do Paraná (Feapaes-PR), Alexandre Augusto Botareli César.

Também participaram representantes da Rumo Logística, Copel, Sanepar e Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), entidades parceiras do programa.

ENGAJAMENTO – O secretário Norberto Ortigara destacou que boas práticas são requeridas o tempo todo no campo e destacou o engajamento de professores e estudantes. “Temos orgulho da nossa agricultura. Precisamos produzir uma agricultura de resultados, competente e competitiva, mas não devemos fazer de qualquer jeito. Por isso, defendemos essa formação do jovem do futuro, preocupado com a saúde e com o ambiente, cidadãos com visão estratégica”, afirmou Ortigara.

Ágide Meneguette enfatizou a adesão ao programa neste ano, mesmo com as dificuldades da pandemia. “Professores e escolas mobilizaram seus alunos com maestria para desenvolver excelentes trabalhos. Reconhecemos e agradecemos pelo esforço que todos tiveram para, mais uma vez, fazer esse programa acontecer”, disse.

Neste ano, o Agrinho abordou o tema “Do campo à cidade: saúde é prioridade”, para manter o foco no bem-estar da comunidade escolar, com assuntos relacionados à saúde física, mental, emocional e social, principalmente devido à pandemia do novo coronavírus. – Foto: Sistema Faep

O vice-governador Darci Piana cumprimentou os professores e estudantes envolvidos. “Não é à toa que somos reconhecidos como um dos territórios que mais cuida do meio ambiente. Também é graças a essa integração. Parabéns a todos que colaboram com o Agrinho”, arrematou.

PRÊMIOS  Os alunos e professores premiados nas categorias Desenho e Redação receberam notebook (1º lugar), tablet (2º lugar) e smartphone (3º lugar). Os docentes que participaram da categoria Experiência Pedagógica receberam projetor multimídia e notebook (1º lugar), notebook e fone com microfone (2º lugar) e smartphone e fone com microfone (3º lugar).

Na categoria Escola Agrinho, foram distribuídos 15 computadores e um projetor multimídia para a entidade de ensino classificada em primeiro lugar, enquanto o responsável pelo relato será premiado com um notebook e um smartphone.

A escola na segunda colocação recebeu 12 computadores e um projetor multimídia, e o responsável, um notebook. Para a terceira classificada, foram 10 computadores e um projetor multimídia, e, para o responsável pelo relato, um smartphone.

Da redação com informações da AEN

Veja também