Palmeira vacinou 15 mil pessoas contra a gripe, com comorbidades abaixo de 31%

 Palmeira vacinou 15 mil pessoas contra a gripe, com comorbidades abaixo de 31%

A vacinação contra a Influenza (gripe) no município contabilizou 14.778 doses aplicadas até sexta-feira (30/07), de acordo com o relatório emitido pela Secretaria Municipal de Saúde. Pessoas dos grupos prioritários receberam 9.466 imunizados, isso corresponde a 68% do total de 13.895 pessoas a serem vacinados, que é total da campanha. Pessoas com comorbidades apenas menos de 1/3 buscaram a vacina.

O relatório informa vacinados: 2.928 crianças, de 6 meses a 6 anos (106,7% do total), 272 gestantes (71,7%), 60 puérperas (96,2%), 4.550 pessoas com 60 anos ou mais (93,4%), 426 profissionais da saúde (72,3%), 1.075 pessoas com comorbidades (30,8%), 142 professores (28,9%), 13 trabalhadores de transporte coletivo e 5.312 pessoas da população em geral do município.

Após o período de priorização da vacinação de grupos em etapas, a aplicação das doses passou a ser aberta à população em geral. Professores não atingiram 30% e pessoas com comorbidades menos de 1/3 da meta da campanha, o que mostra baixa adesão ou então associação à imunização contra a Covid-19. Existe uma orientação de intervalo na administração das duas vacinas numa mesma pessoa.

As vacinações estão realizadas nas 15 Estratégias de Saúde da Família (ESF) do Município, nas terças e quartas-feiras. A aplicação das doses nas pessoas idosas é agendada pelas equipes do bairro de referência do paciente. Nos demais dias da semana (segundas, quintas e sextas-feiras) acontece a vacinação da Campanha contra a Covid-19. As demais vacinas do Calendário Nacional de Vacinação seguem sendo aplicadas em todas as Estratégias de Saúde da Família do Município, de segunda a sexta-feira.

O usuário que for receber a vacina deve levar à unidade de saúde os documentos necessários à vacinação: carteira de vacinação e cartão do SUS. Também é imprescindível o uso de máscara e a manutenção do distanciamento social, evitando aglomerações. A vacina contra influenza não tem eficácia contra o Coronavírus, porém, permite a exclusão do diagnóstico para Coronavírus, já que os sintomas são parecidos.

Da redação com informações e foto da prefeitura de Palmeira

Veja também