Buscando a inclusão, Escola Municipal Odemira Cunha recebeu pintura do alfabeto e números em libras

 Buscando a inclusão, Escola Municipal Odemira Cunha recebeu pintura do alfabeto e números em libras

Uma ação simples, teve grande repercussão, vista tamanha importância do fato nas redes sociais. Com o objetivo de proporcionar a inclusão, a Escola Municipal Odemira Cunha, da Vila Amaral, que recebeu este ano, um aluno com deficiência auditiva, resolveu inovar.  Inspiradas no trabalho desenvolvido pela professora Maíra Ferraz Faria, as professoras Giordana e Gislene Furtado, coordenaram e orientaram o professor Odiles Marçal Rodrigues, na pintura de uma parede da escola, com alfabeto e números em libras.

A inclusão no ensino regular significa mais do que apenas criar vagas e proporcionar recursos materiais, requer uma escola e uma sociedade inclusiva, que assegurem igualdade de oportunidades a todos os alunos, contando com professores capacitados e compromissados com a educação de todos. Parabéns aos envolvidos nesse projeto que vai ajudar o aluno e toda comunidade escolar.

Da redação Cultura Sul

Veja também