Rebelião na Penitenciária de Ponta Grossa é contida e quatro reféns liberados

 Rebelião na Penitenciária de Ponta Grossa é contida e quatro reféns liberados

O Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) informou que três presos fizeram uma rebelião com reféns na Penitenciária Estadual de Ponta Grossa, nos Campos Gerais. O motim iniciou nesta terça-feira (08/06), por volta das 7h, e foi encerrado após mais de 15 horas de negociação, já no meio da madrugada. Há registro de uma pessoa ferida, no desfecho da situação.

O Depen confirmou que quatro pessoas foram mantidas reféns no local. Seriam funcionários de uma empresa de calçados que tem sua fábrica dentro da penitenciária. Uma das pessoas, mantida sequestrada no motim, apresentou ferimento no pescoço e os outras três não tem registro de agressão. Segundo o departamento, o caso se ateve à região da empresa e não se espalhou para outros setores da unidade.

As informações são de que os detentos envolvidos fizeram os funcionários da fábrica reféns para exigir transferência da penitenciária, além da presença de um advogado. Um dos sequestrados foi liberado por volta de 1h20 e os outros três conseguiram escapar por volta das 5h30. Para negociar a liberação, uma equipe do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar foi chamada ao local.

Segundo o Depen, a rebelião foi contida no interior da fábrica de calçados e não atingiu o restante da penitenciária. Uma equipe do Serviço de Operações Especiais (SOE) e agentes penitenciários de plantão na unidade conseguiram evitar que o motim se estendesse para demais locais. Culminando com a finalização e liberação dos reféns durante a madrugada desta quarta-feira.

Da redação com informações e imagem do Depen

Veja também