Polícia Civil de São Mateus do Sul adere à greve

 Polícia Civil de São Mateus do Sul adere à greve

Equipe da Polícia Civil de São Mateus do Sul no 1º dia de greve.

A Polícia Civil de São Mateus do Sul também aderiu a greve que abrange todo o estado do Paraná. Nesse primeiro dia de greve a Polícia Civil do Paraná, contou com mais de 90% de adesão em todo o estado, sendo essa, a maior manifestação da história da categoria. Segundo a Federação Interestadual dos Trabalhadores Policiais Civis da região Sul (FEIPOL-SUL), os servidores arriscam suas vidas diariamente para “Servir e Proteger” a Sociedade Paranaense, com isto, estão reivindicando apenas os seus direitos e nada mais que isto.

 A federação repassou, que os Policiais Civis do Paraná estão em greve, em razão  da 1º- Pela não implantação das progressões vencidas conforme previsão legal da Lei 17.170/2012; 2º- Pela não implantação das promoções conforme Lei Complementar 84 de 1998, art. 40 § 1º; 3º- Pelo não envio a Assembleia Legislativa do Paraná do Projeto de Lei do novo Estatuto, promessa de campanha do Exmo. Governador do Estado do Paraná; 4º- Pela mensagem da proposta de emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias do Estado pelo Poder Executiva a ALEP, que inviabiliza a reposição inflacionária prevista na Lei nº 18.493/2015; 5º- Pela não abertura de concurso público, com o fito de preenchimento das vagas conforme a Lei 18.115/2014; e 6º- Pelo não cumprimento da Lei 11.016/2014, que trata da retirada dos presos das delegacias do Estado do Paraná.

Em todas as delegacias os representantes informaram ainda, que foram respeitadas as normas e as leis vigentes, mantendo o mínimo legal e necessário das suas atividades em funcionamento. Ações que não só conquistaram mais adeptos às reivindicações da categoria, mas também o respeito entre colegas de trabalho e até o apoio da Adepol, que orientou os seus associados a “não criarem embaraços ao movimento grevista dos bravos Policias Civis do Estado do Paraná”.

Não a Pec 32

Da redação Cultura Sul com informações da FEIPOL-SUL e foto da 3ªSDP

Veja também