Palmeira anuncia novas medidas restritivas de enfrentamento ao Coronavírus

 Palmeira anuncia novas medidas restritivas de enfrentamento ao Coronavírus

O novo Decreto municipal, sob nº 14.510 foi sancionado nesta quinta-feira (24/06), segundo a prefeitura, “leva em consideração a priorização da saúde pública, pautada em parâmetros e estudos técnicos dos mais diversos órgãos da Saúde Pública do Poder Executivo, assim como a continuidade pandêmica no município, a análise dos últimos boletins epidemiológicos e o decreto estadual nº 4.317”.

Com 881 pessoas em isolamento domiciliar e 78 óbitos por Covid-19, o município altera os horários de funcionamento de atividades comerciais de rua não essenciais, galerias e centros comerciais e de prestação de serviços não essenciais. Os estabelecimentos podem funcionar das 5 horas às 21 horas, diariamente, com limitação de 50% de ocupação. Com toque de recolher após as 21 horas até às 5 horas do dia seguinte.

A mesma ocupação deve ser respeitada pelos supermercados, com atendimento permitido das 8 horas às 21 horas. Sendo permitido, para todos os estabelecimentos, modalidade de entrega 24 horas. Tanto a permanência de clientes quanto a comercialização e o consumo de bebidas alcóolicas, em espaços de uso público ou coletivo, no período do toque de recolher estão proibidos, conforme o Decreto.

Ficam proibidas a entrada de mais de um membro por família para realizar suas compras supermercados, mercearias e afins, bem como a entrada de crianças menores de 12 anos de idade, estendido aos estabelecimentos recreativos. Aos domingos fica permitido o consumo de alimentos em restaurantes, lanchonetes e afins, preferencialmente utilizando o sistema de agendamento prévio.

Esses estabelecimentos precisam atender à ocupação máxima permitida de 50% e distância de dois metros entre as mesas, com horário das 05h às 21h, diariamente. A modalidade de entrega não tem restrição de horários. Ainda, as academias, e afins, podem funcionar das 06h às 21h, de segunda a sábado, com medidas de prevenção sanitárias com lotação máxima de 30% e sem contato direto entre participantes.

Da redação com informações e foto da prefeitura de Palmeira

Veja também