Dois estudantes de escolas públicas da região de Irati são aprovados em Medicina na UEPG

 Dois estudantes de escolas públicas da região de Irati são aprovados em Medicina na UEPG

Foto: Reprodução de redes sociais – João Antônio Leonardo de Castro e Vinícius Gustavo Bobrovski

Vinícius Gustavo Bobrovski tem 19 anos, foi aluno do Colégio Estadual do Campo Nossa Senhora de Fátima, em Guamirim, e na última semana de maio recebeu a notícia de que foi aprovado em 4º lugar no vestibular de Medicina da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

João Antônio Leonardo de Castro foi aprovado em 3º lugar no mesmo curso da instituição, ele tem 18 anos, mora em Teixeira Soares, estudou o ensino fundamental no Colégio Estadual João Negrão Júnior no município onde reside, e fez o curso Técnico em Informática (integrado) no IFPR campus de Irati.

Os futuros médicos relatam a emoção da aprovação no vestibular e contam como foram os anos de preparo para alcançar este sonho, que já começou a se tornar realidade, nesta semana com o início das aulas on-line que iniciaram nesta segunda-feira (14/06).

Vinícius explica que quando fez a prova do vestibular saiu confiante, sabia que tinha dado o seu melhor, mas a dúvida ficou por não saber como os outros tinham se saído nas provas. “Quando vi o resultado foi bem impactante e emocionante”, relatou.

João Antônio fala que a aprovação ainda aparenta ser um sonho. “Até agora não consigo acreditar que é verdade, eu estava sozinho em casa quando anunciaram pela live os aprovados. Depois de tanto esforço, tanta dedicação, fiquei muito emocionado”, declarou João.

Sonhos não são impossíveis

Todos da família de Vinícius são agricultores, inclusive seus pais. Ele é o primeiro que seguirá outros rumos, pois apesar de admirar muito a profissão da família, não se identifica nesta área. “Desde criança eu pensava que queria ter outra profissão, sempre dei muita importância à agricultura, mas queria fazer uma faculdade e quando decidi que seria Medicina teve um pouco de resistência no início, mas logo minha família foi acreditando no meu potencial, me incentivaram e me apoiaram”, conta Vinícius.

Na família de João Antônio, morador de Teixeira Soares, a mãe é vendedora e o pai é mestre de obras. Ele é filho único e sempre estudou em escolas públicas. O futuro médico agradece aos pais por todo o apoio e aos professores desde as séries iniciais até o ensino médio, pois todos foram importantes para esta conquista.

Da redação com informações Jornal Centro Sul

Veja também