Vídeo com supostas ‘instalações sem uso’ circula e secretária de Saúde esclarece

 Vídeo com supostas ‘instalações sem uso’ circula e secretária de Saúde esclarece

As redes sociais foram alimentadas com um vídeo que mostra leitos de atendimento, que seriam para pacientes de São Mateus do Sul, sem uso. Sob a alegação de que existe este espaço e não é usado. Na noite desta sexta-feira (14/05), a secretaria de Saúde esclareceu a situação. As instalações filmadas, Centro de Fisioterapia, não têm estrutura para uso em emergência.

“O Centro de Fisioterapia foi organizado para situação de colapso na falta de leitos. Em avaliação realizada pela equipe médica e de enfermagem, responsáveis pelo serviço, foi constatado que não seria possível transferir a Sentinela para esse local em razão de não haver rede de oxigênio para os respiradores”, explicou a secretária municipal de Saúde de São Mateus do Sul, Marly Perrelli.

“Sendo assim, foi necessário manter a Sentinela junto ao Pronto Atendimento devido à existência da rede de oxigênio somente no PA, pois os pacientes graves podem necessitar de intubação”, acrescenta a secretária. “Também a equipe da Sentinela pode contar com apoio da equipe do PA para as situações de urgência e emergência”, explica Marly Perrelli sobre a organização da equipe de atendimento.

Atualmente, no Centro de Fisioterapia é realizado o atendimento médico e de enfermagem de casos suspeitos. Os materiais que ali estão não são da prefeitura e serão devolvidas na próxima semana. De acordo com a secretária, foram alugados por voluntários e colocados à disposição da prefeitura, mas está no final da vigência deste aluguel. Enquanto isso, a prefeitura está no processo de compra de leitos hospitalares.

Marly Perrelli destaca que é ofertado o suporte de atendimento necessário e, inclusive, tem planejamento pronto, em caso de aumento de casos e necessidade de mais leitos, para estes atendimentos. A Unidade Sentinela atua justamente nesta transição entre receber os pacientes e encaminhar o internamento hospitalar. Disso a necessidade da rede de oxigênio, aparato de recursos humanos e estrutura de equipamentos.

A Unidade Sentinela foi preparada, conforme a secretaria de Saúde, devido ao estado caótico do Brasil, com falta de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs) e enfermaria. Também pela espera prolongada para encaminhar internamentos e é utilizada com retaguarda até a transferência do paciente para um hospital, em ala Covid-19 e tenha a assistência necessária em Saúde.

Da redação com informações da Secretaria de Saúde e imagem reproduzida do vídeo citado

Veja também