PM de São Mateus do Sul cumpre mandado de prisão e coíbe violência doméstica

 PM de São Mateus do Sul cumpre mandado de prisão e coíbe violência doméstica

No relatório diário da 3ª Companhia de Polícia Militar (PM) de São Mateus do Sul duas ocorrências sem constatação explícita de crime, de sábado (24/04) para domingo (25/04). Em outra ocorrência, abordagem e detenção de uma mulher com mandado de prisão e à noite, na Vila Bom Jesus, ação para coibir violência doméstica e encaminhamento de envolvidos para a 3ª Subdivisão Policial (SDP).

No início da noite na Vila Prohmann, por volta das 19h, a equipe do Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam) tomou conhecimento de um mandado de prisão emitido para detenção de uma mulher e, durante patrulhamento, localizou a suposta envolvida entrando num veículo. Na abordagem confirmou a identidade e levou a cidadã para o Pronto Atendimento, para exames ambulatoriais, e em seguida a conduziu até a 3ª SDP.

Em outra ação a PM foi chamada para atender suposta tentativa de agressão de uma mulher por seu marido. No local encontrou a solicitante “aparentemente sobre efeito de drogas”, segundo o relato. Confusa citou a ameaça e indiciou que o homem estava no interior da residência, mas os policiais não encontraram ninguém na moradia. Sequer o nome dele, a moradora soube indicar. A ocorrência foi na Vila Pinheirinho.

“Coibir e Prevenir a Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher”, conforme o boletim, foi a motivação de ocorrência na Vila Bom Jesus por volta das 20h30. A moradora indicou ter sido agredida por seu convivente que chegou na residência “com sintomas de embriagues”, segundo a PM. O homem teria xingado e rasgado a camiseta da denunciante. Ambos foram conduzidos para o Pronto Atendimento e depois 3ª SDP.

Outro fato de suposta ameaça foi alvo de ocorrência nos primeiros minutos deste domingo, logo após a meia-noite. Uma mulher chamou a PM por suposta perseguição de ex-marido diante de uma amiga sua. A situação foi na região central e, nela, os policiais não localizaram o agressor que teria embarcado a ex-mulher em seu veículo. Uma irmã e a colega informaram que ela entrou no carro por livre e espontânea vontade.

Da redação com imagens e informações da PM e foto de arquivo

Veja também