Fiscais do plantão de Covid-19 são ameaçados e perseguidos em Palmeira

 Fiscais do plantão de Covid-19 são ameaçados e perseguidos em Palmeira

A prefeitura divulgou nota oficial frente ao caso em que fiscais da Vigilância Sanitária foram ameaçados e perseguidos no final da noite do feriado de quarta-feira (21/04), após serem abordados por indivíduos aparentemente embriagados. “Para fugir das agressões os servidores públicos tiveram que ir até a sede da Polícia Militar [PM], sendo que continuaram sendo perseguidos durante todo o caminho.”, cita o comunicado.

Segundo a prefeitura, na sede da PM “os policiais conseguiram conter os indivíduos que perseguiam os fiscais e realizaram todos os procedimentos cabíveis ao caso. Todos os trâmites processuais já foram realizados pelo Poder Público Municipal e pelas Polícias Militar e Civil, com a finalidade de evitar futuras ações semelhantes e garantir a integridade e autoridade dos servidores do município”, completa a nota.

Na terça-feira (20/04) os fiscais de plantão da Covid-19 atenderam, de acordo com a prefeitura, três denúncias de aglomeração em propriedades particulares. Numa delas, não foi verificada, mas nas outras feitas em conjunto com a PM. “O atendimento foi realizado às 22h30 e no local haviam 20 pessoas e 10 veículos”, descreve a nota mencionando que a aglomeração foi dissipada e instaurado processo para responsabilizar os participantes.

Ainda, na mesma noite outra denúncia foi atendida e confirmado a realização de um evento. Ação realizada em conjunto com a PM em que os participantes foram orientados a se retirarem do local, com ocorrência “registrada para futuras providências”. No dia do episódio de perseguição, quarta-feira, a equipe de plantão teria registrado e atendido cinco denúncias, tomando as “providências cabíveis”, segundo o comunicado.

Da redação com informações da prefeitura de Palmeira e foto de arquivo da prefeitura

Veja também