Padre Silvano falece em decorrência do Coronavírus, aos 54 anos

 Padre Silvano falece em decorrência do Coronavírus, aos 54 anos

“Com profunda tristeza, nossa Diocese de União da Vitória comunica o falecimento de seu padre, Silvano Surmacz, aos 54 anos de idade, ocorrido às 19h30 desta quarta-feira, (24/03), após várias tentativas de reanimação por parte dos médicos”, divulgou oficialmente a mitra. “Confiamos ao Senhor da Vida o descanso eterno de sua alma, e aos familiares, nossos sinceros e profundos sentimentos de solidariedade”.

A diocese de União da Vitória havia informado, no início da tarde desta quarta-feira que o estado de saúde do pároco da Catedral Sagrado Coração de Jesus havia se agravado. Silvano Surmacz estava sedado, respirando com ajuda de aparelhos e medicado para controle de pressão arterial. Tendo o caso considerado grave, até pela complicação renal citada por familiares nesta terça-feira (23/03).

Ele estava entubado, com ventilação mecânica elevada e sedação contínua, também sob medicação para melhorar a função renal, porém com poucas respostas. Na tarde desta quarta-feira, às 18h30, a diocese organizou um momento de devoção com a récita do terço na intenção do padre Silvano Surmacz. Também de outros clérigos do mundo todo e de tantas outras vítimas da Covid-19.

Padre Silvano Surmacz era natural de Rio Azul e tinha 54 anos de idade. Foi o 1º padre a ser ordenado na Diocese de União da Vitória, por dom Walter Michael Ebejer, primeiro bispo diocesano (atual emérito), em 08 de dezembro de 1990. Estudou filosofia e teologia no Seminário Diocesano Rainha das Missões em União da Vitória e fez mestrado em filosofia na capital italiana, Roma.

Atuou como padre nas cidades de Porto Vitória, Antônio Olinto, São Mateus do Sul, e por último estava como pároco da Catedral Sagrado Coração de Jesus – Igreja sede da diocese. Na semana passada, na quinta-feira (18/03), o sacerdote perdeu o pai Theodoro Surmacz (91 anos) também pela Covid-19. Data em que ele já estava internado no Hospital Angelina Caron de Campina Grande do Sul, região Metropolitana da Curitiba.

O sacerdote teve sintomas da doença em Rio Azul, onde visitou o pai, ficando internado no hospital São Francisco de Assis. Na segunda-feira (15/03) foi transferido para a enfermaria da APMI e dois dias depois para a região metropolitana de Curitiba, onde ficou na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A situação se agravou no domingo, quando o padre Silvano foi entubado, tendo complicações renais no dia seguinte.

O sepultamento, conforme informou a diocese de União da Vitória à pedido dos familiares, será nesta quinta-feira (25/03), no Cemitério Municipal da sua cidade natal, Rio Azul, à partir das 8h da manhã.

Nota da redação: Direção e funcionários da Rádio e Portal Cultura Sul FM deixam condolências aos amigos e familiares do padre Silvano. Nossos sentimentos e pedido de que Deus conforte o coração de todos.

Da redação Cultura Sul FM com foto e informações da Diocese de União da Vitória

Veja também