Diocese emite comunicado, reafirma cumprimento dos Decretos existentes e pede orações

 Diocese emite comunicado, reafirma cumprimento dos Decretos existentes e pede orações

Dom Giambattista Diquattro, Núncio Apostólico no Brasil, durante a Assembleia on-line

Foram dois dias de Assembleia on-line entre os bispos do Paraná, Regional Sul 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dias 15 e 16 de março. Seguida da emissão de um comunicado acerca da atual pandemia da Covid-19, por parte do bispo da Diocese de União da Vitória dom Walter Jorge, reafirmando “atuação em consonância com as orientações e exigências emitidas”.

Na abrangência diocese, o número de fiéis nas celebrações segue restrito e o bispo faz um “apelo ao respeito pelas restrições exigidas, em especial ao público jovem; agradece aos profissionais de saúde pela doação em seus trabalhos; e exorta que os governos estejam atentos àqueles que mais sofrem as consequências da pandemia, os pobres”. Estas questões estão na nota emitida pela Regional Sul 2.

Por enquanto não serão adotadas restrições maiores às já existentes, ou seja, 15% de ocupação dos templos. Reiterando o apoio aos governos estadual e municipais “se os mesmos considerarem a necessidade de um aumento de restrições que visem à prevenção e ao combate da atual Pandemia, manifestando assim sua opção clara e permanente a favor da vida acima de tudo”, segundo o comunicado.

As observações episcopais levaram a este entendido tipo como urgente, sobretudo considerando que os profissionais de saúde estão abalados no cenário atual. Citando que caberia ao governo federal “prover melhores meios de sustentação econômica da população, sobretudo dos mais vulneráveis e atingidos pelas consequências da pandemia do Covid-19”, neste entendimento da diocese.

No documento está o manifesto intitulado “O Povo não pode pagar com a própria vida”, da CNBB Nacional com “outros cinco respeitáveis signatários do Pacto pela Vida e pelo Brasil, emanada no dia 10/03/2021”, segundo a publicação. Bem como, os bispos reforçam que entender ser dever dos governantes comprar vacinas e promover a imunização gratuita para todas as pessoas.

“Aproveito o ensejo para exortar a todos os diocesanos a se conscientizarem mais que é dever de todos colaborar de modo sincero e eficaz para a contenção do contágio do novo Coronavírus e suas novas cepas, agora mais agressivas, ao preço de, não o fazendo, termos que presenciar o aumento cada vez maior da perda de milhares de vidas de modo desnecessário e evitável”, escreve dom Walter Jorge.

“Destaque-se aqui a necessidade de uma maior colaboração dos mais jovens, com maior empenho e compromisso para com a vida de toda a população”, frisa o bispo. O líder católico manifesta agradecimento e solidariedade aos profissionais de saúde, ressaltando que “este tempo de provação para maior crescimento humano, revendo as bases onde temos assentado nossas vidas”. Citando preocupação eminente aos mais necessitados e pedindo mais orações dos cristãos.

Da redação Cultura Sul FM com informações do setor de Comunicação da Diocese de União da Vitória – PR e foto arquivo da Diocese

Veja também