Computador é doado para aluno de General Carneiro pelo CEJUSC de União da Vitória

 Computador é doado para aluno de General Carneiro pelo CEJUSC de União da Vitória

Brayan Lyan Lopes de Lima tem 12 anos e é deficiente visual. Estudante do 5º ano da Escola Municipal Professor Irineu Gonçalves, ele frequenta a sala de recurso multifuncional (DV- deficiência visual) num período, e em outro o ensino regular. Nesta semana foi contemplado com um computador, recebido e repassado pelo CEJUSC, que vai permitir o estudo à distância e a permanência no sistema educacional.

O aluno mora com a avó materna dona Reni Aparecida Marques dos Santos e o pai Gerci, onde há duas casas no mesmo terreno. Brayan Lyan é órfão, sua mãe Débora faleceu em 2019 e, desde então, fica aos cuidados da avó junto da irmã Lauana. Isso porque o pai, e seu irmão mais velho – Otávio, trabalham o dia todo numa empresa madeireira. O sonho de ter um computador vinha desde quando a mãe ainda estava viva e pode se concretizar com a doação.

A professora Dirlene Natel Stepsuk Czarnecki, da Sala de Recursos – DV afirma que com o equipamento doado aumentam as possibilidades de acesso à aprendizagem, além de programas que servem de apoio às atividades do cotidiano. “Acreditamos que o computador, principalmente nesse momento de pandemia, faz se necessário para o melhor desenvolvimento acadêmico do aluno, pois os professores poderão dar mais suporte para ao mesmo”, explica.

“Para nós enquanto equipe da secretaria de Educação foi emocionante ver a alegria no rosto do aluno e da avó ao receberem o equipamento. Pedimos a Deus que abençoe sempre o doutor [Carlos Mattioli] e sua equipe para que possam proporcionar esses equipamentos aos alunos que necessitam”, completa a professora. Ainda, a coordenadora pedagógica, Dulcidia Adriane Miersch, doou uma mesa para servir de base ao computador.

A coordenadora com a professora citam que a ideia da aquisição do computador para o aluno surgiu desde ano passado, devido às aulas não presenciais. Neste ano a secretária de Educação, Maria Salete de Oliveira Volenkevicz, que estava na direção da Escola Professor Irineu Gonçalves, passou o caso para a psicóloga Jilce Kukul, com intenção de frisar a importância de adquirir um celular, ou computador, para que o aluno estivesse realizando as atividades escolares.

Dessa conversa entre a psicóloga e a coordenadora pedagógica, ambas se lembraram das ações do juiz Mattioli. Encaminharam o caso ao magistrado que, segundo elas, prontamente compreendeu a necessidade e, com um equipamento doado, o CEJUSC pôde contemplar o estudante. “Doutor Mattioli, muito obrigado! Eu vou estudar muito com o computador”, emocionado agradeceu Brayan Lyan. Agora, por meio de vídeos e materiais on-line ele poderá estudar.

Serviço: qualquer interessado em doar pode acionar o CEJUSC via redes sociais (e-mail: [email protected]; Instagram: @cejuscuniao; Facebook: Vara da Infância, Juventude, Família e Anexos de União da Vitória e CEJUSC – União da Vitória). A equipe CEJUSC desloca-se para buscar os aparelhos e computadores em casa.

Texto: Assessoria do CEJUSC e fotos: arquivo da família de Ana Luiza

Veja também