Monitoramento da Copel mostra Rio Iguaçu estabilizando em São Mateus do Sul

 Monitoramento da Copel mostra Rio Iguaçu estabilizando em São Mateus do Sul

Apesar da previsão do tempo ainda apontar chuva nos próximos dias, o monitoramento hidrológico do Rio Iguaçu – feito pela Copel – traz cenário de estabilidade. Às 18h desta terça-feira (26/01) na régua instalada em São Mateus do Sul foi atingido 3,97m com vazão de 337 metros cúbicos por segundo (m³s). Num comparativo, às 3h da madrugada o nível estava em 3,95 e a vazão em 334.

O ponto de monitoramento logo acima, no próprio Rio Iguaçu – em Porto Amazonas – serve de parâmetro técnico para avaliar e prever maior ou menor indíce e vasão em São Mateus do Sul. Neste local, o nível está baixando, de 2,05m às 3h da madrugada desta terça-feira recuou para 1,90 às 18h. A vazão era de 113 m³s e baixou para 105. Estes indicadores apontam a tendência de estabilização e redução do nível na régua instalada no território são-mateuense.

Quadro um pouco diferente em União da Vitória em que o rio segue subindo. Com vazão de 1.340 m³s e 4,75m na régua, o nível pode atingir 4,90m na madrugada de quinta-feira (28/01) quando deverá estabilizar e algumas horas depois iniciar o recuo. Isso independente até de chuvas no Vale do Iguaçu, mas por conta dos afluentes que está com níveis estáveis, sobretudo na foz. Caso do Rio Negro, Potinga, Claro, Timbó e Canoinhas que desembocam no Rio Iguaçu.

Nota: há uma diferença entre o dado do monitoramento e o registro da régua na foto da reportagem. Não foi possível levantar a informação com a Copel sobre o dado contido no monitoramento e a relação com a régua existente em São Mateus do Sul.

Da redação com informações do monitoramento da Copel e fotos Portal Cultura Sul FM

Veja também