Luiz Adyr atribuí denúncia do MPPR ao período eleitoral, é contraditório e se esquiva sobre apreensão de celular

 Luiz Adyr atribuí denúncia do MPPR ao período eleitoral, é contraditório e se esquiva sobre apreensão de celular

Uma ação com apreensão de celulares e documentos teve como alvo a administração municipal de Luiz Adyr Gonçalves Pereira. Conforme informações recebidas pela redação, um dos aparelhos retidos seria o dele. A operação foi de manhã, nesta sexta-feira (25/09), e à tarde uma nota da prefeitura de São Mateus do Sul não fez menção ao aparelho e frisou que o prefeito é o maior interessado no esclarecimento dos fatos, afirmado jamais ter infringido a lei.

Ao passo que afirma “irá aguardar a conclusão das investigações para se manifestar, mas reitera seu compromisso com o cumprimento da lei”, a mesma nota emite a manifestação clara do prefeito de ‘concordar com o fato de ser investigado’. Mostrando uma contradição explícita citando que não iria se pronunciar, mas já de imediato se pronunciando.

Da mesma forma destaca no início que “respeita todas as instituições de investigação, especialmente o Ministério Público Estadual”, mas no final se esquiva, minimizando os fatos a serem apurados e depositando sobre a promotoria artifícios eleitoreiros. “Vale destacar que, estamos vivenciando um Processo Eleitoral e que tais denúncias fazem parte de ações que visam prejudicar a imagem do Prefeito”, cita a nota, supostamente colocando os fatos apurados pela justiça somente teria intenção de macular Luiz Adyr.

Vale lembrar que as referidas ações foram em cumprimento a ordens judiciais expedidas pela 12ª Zona Eleitoral de São Mateus do Sul, com apoio do Ministério Público do Paraná (MPPR). Tendo apoio do Gaeco de Ponta Grossa e investigando supostos favorecimentos eleitoreiros da gestão de Luiz Adyr. Materiais e serviços distribuídos de forma irregular, mesmo com recomendação em contrário, estariam neste escopo. Ainda, sobre seu número de telefone pessoal, permanece inacessível para mensagem no WhatsApp ou ligação.

Nota da prefeitura:
“O Prefeito Municipal respeita todas as instituições de investigação, especialmente o Ministério Público Estadual que tem contribuído para o respeito absoluto das leis pelos Gestores Públicos.

Com relação à investigação, o Prefeito é o maior interessado no esclarecimento dos fatos, já que, como é sabido por todo são-mateuense, jamais permitiu a realização de serviços em áreas particulares, tampouco a cessão gratuita de bens do Município.

O Prefeito permanece tranquilo e irá aguardar a conclusão das investigações para se manifestar, mas reitera seu compromisso com o cumprimento da lei.

Vale destacar que, estamos vivenciando um Processo Eleitoral e que tais denúncias fazem parte de ações que visam prejudicar a imagem do Prefeito, fatos que serão devidamente esclarecidos à população, que conhece o posicionamento de seu gestor a frente da Administração Pública em seus 4 mandatos, sempre prezando pela cidade inteira.”

Da redação com informações do MPPR e nota da prefeitura

Veja também