PM atende ocorrências envolvendo drogas e lesão corporal

 PM atende ocorrências envolvendo drogas e lesão corporal

Drogas para consumo

Nesta quarta-feira (5), por volta de 11:45, a equipe, em patrulhamento pela Rua Antônio Bizineli, Vila Amaral, abordou um indivíduo já conhecido pela políca por prática de delitos anteriores. Durante busca pessoal nada de ilícito localizado, porém durante buscas nos pertences pessoais do abordado ( sacolas), foi localizado um “torrão ” de substancia análoga maconha. Questionado sobre a procedência da droga, o mesmo respondeu que não poderia falar por medo de represálias do tráfico. A abordagem deu-se a mais ou menos 300 metros da residência do autor, então foi solicitado para o mesmo autorização para efetuar buscas na residência, sendo autorizado pelo mesmo e acompanhada por seu irmão, não sendo localizado mais nada de ilícito. Deslocado ate a 3ª Cia para lavratura de termo circunstanciado.

Lesão corporal (2020/795277)

Equipe foi acionada via corpo de bombeiros, na tarde de quarta-feira (5), para verificar uma situação de ferimento por disparo de arma de fogo na Rua Santo. Antônio, Vila Bom Jesus.. No local juntamente com o corpo de bombeiros e em contato com vitima, o qual informou que na data anterior por volta das 23h00, teve um desentendimento com outro indivíduo o qual não sabe precisar o nome, mas disse que é filho de um morador da Vila Bom Jesus e que este indivíduo realizou dois disparos de arma de fogo em sua direção, o qual veio a lhe causar duas pequenas lesões, uma no braço esquerdo e na lateral do tórax. Desta forma devido a conhecimento das equipes foi deslocado até a residência do morador, onde estava apenas o filho menor de idade. Ao indagar o mesmo se ele possuía alguma arma de fogo em casa, ele afirmou que sim e esta estaria em seu quarto, juntamente com algumas munições, as quais foram localizadas pelas equipes; sendo uma carabina de pressão modificada para calibre .22, juntamente com 5 munições marca CBC calibre .22, e uma caixinha redonda com diversos chumbinhos para espingarda de pressão. O menor confirmou que a arma seria de sua propriedade. Antes de indagar o mesmo sobre o disparo de arma de fogo, o mesmo prontamente se justificou que no dia anterior, no período da noite ele estaria em casa e que não foi ele quem atirou. Foram encontradas uma balaclava, uma máscara de palhaço e um facão na residência as quais não soube informar a procedência. Sendo assim foram encaminhados os objetos a arma de fogo e os envolvidos até o pronto atendimento municipal e em seguida até a 3 SDP para as providências cabíveis. O conselho tutelar foi acionado para acompanhar os procedimentos devido ao menor envolvido. Já na 3 SDP ao indagar sobre o motivo do disparo, ele informou que é usuário de drogas e estaria devendo R$50,00 motivado ao tráfico de drogas.

Veja também