Novas suspeitas de Sarampo em Irati e Mallet. São Mateus do Sul diz seguir protocolos

 Novas suspeitas de Sarampo   em Irati e Mallet. São Mateus   do Sul diz seguir protocolos

Depois da informação sobre caso com “quadro clínico de Sarampo”, na quinta-feira (07/11) em União da Vitória, e, na mesma data suspeita em Rio Azul, municípios de Mallet e Irati monitoram novos casos. Ambos citados ainda na sexta-feira (08/11) e que, supostamente, o vírus pode ter transitado em diversos locais. Em São Mateus do Sul, a secretaria de Saúde afirma seguir orientações da 6ª Regional de Saúde.

Apenas o exame do Lacen pode confirmar se os casos são realmente de Sarampo. Este resultado pode sair entre três e quinze dias. Por hora, o foco é de esvaziar possíveis locais de contato com o vírus. Por sete dias a Uniguaçu está com aulas suspensas. Foi na universidade que tem próximo de cinco mil estudantes que surgiu a suspeita da doença em União da Vitória. A preocupação é de que seis dias antes de apresentar o quadro clínico é possível repassar a doença.

O fluxo de universitários da Uniguaçu é grande regionalmente. Casos detectados em Caçador, Irati e Canoinhas e, pela circulação de estudantes, cria a suspeita de que o vírus possa ter atingido o município por pessoas que vem destas cidades. Também podendo seguir no trânsito inverso e, também, atingir outras cidades. No caso, a paciente internada em Rio Azul é universitária da Uniguaçu e mora em São Mateus do Sul.

A vacinação é o meio de proteção. Vermelhão na pele, febre alta e sintomas de gripe forte são indicativos de possível contaminação com o Sarampo. Contudo, entre receber a dose e estar imunizado há um período mínimo, de incubação, em torno de dez dias. O que significa que não basta correr urgentemente tomar a vacina. Até porque não há quantitativo existente para todos. O certo é estar em dia com sua proteção, sempre.

No caso de Irati, da suspeita, há listagem dos locais em que a pessoa com o quadro clínico de Sarampo circulou. Pessoas que pode ter estado próximas, nos horários descritos, devem procurar por uma unidade de Saúde para receberem orientações. Da mesma forma, no município de Mallet.

Em São Mateus do Sul, apesar da universitária com suspeita, atendida em Rio Azul, a secretaria de Saúde atesta de que os casos estão sendo monitorados e efetuado o bloqueio. Há campanha de vacinação em curso e seis casos em investigação. O departamento, também, cita de que deve dirigir a atenção, agora, para universitários que moram no município.

Da redação com fotos do Portal Cultura Sul FM

Veja também

Leave a Reply