Bazar Anjos Solidários. Conheça o lindo trabalho realizado pelo grupo há quase 3 anos

 Bazar Anjos Solidários. Conheça o lindo trabalho realizado pelo grupo há quase 3 anos

Vamos conhecer o trabalho desenvolvido pela Associação filantrópica “Anjos Solidários”, que há quase 3 anos vem prestando assistência à pessoas em zona de vulnerabilidade.

Em entrevista concedida ao Portal Cultura Sul FM, Maria, que é voluntária, nos contou um pouco sobre o surgimento da organização, os trabalhos realizados e como funciona o bazar, que é a única fonte de captação de recursos da instituição.

A Associação Anjos Solidários surgiu em 21 de outubro de 2017, sendo registrada legalmente.

Origem do Bazar

Maria nos conta que a ideia do bazar surgiu quando sua mãe, Cecilia Levandoski ficou acamada, em 2017, pois passava por problemas de saúde. Como ela não tinha recursos suficientes para arcar com as despesas médicas, foi feito um bazar beneficente para arrecadar fundos. Desde então, o grupo voluntário sentiu a necessidade de continuar as atividades e poder ajudar mais famílias.

Nessa época elas ainda estavam ligadas ao bazar Anjos de Plantão,também de São Mateus do Sul, porém houve uma cisão entre as duas Associações, sendo que desde outubro de 2017, o Anjos Solidários criou sua própria Entidade legal, se tornando autônoma.

Bazar localizado na Rua Pedro Efko, 1967, na Vila Prohmann
Foto: Portal Cultura Sul

Como funciona?

Localizada na Rua Pedro Efko nº1967, Vila Prohmann, a Organização realiza suas vendas de roupas, calçados, acessórios, produtos de cama, mesa e banho em uma casa alugada que possui 4 cômodos, onde são dispostos os produtos por categorias, sendo um cômodo só para calçados, outro só para peças infantis, além da divisão entre peças de roupas masculinas e femininas.

Setor de calçados femininos e masculinos
Foto: Portal Cultura Sul
Há calçados de vários tamanhos e estilos, é possivel encontrar ótimos produtos.
Foto: Portal Cultura Sul
setor infantil, logo na entrada.
Foto: Portal Cultura Sul

Elas recebem doações todos os dias, principalmente de pessoas de São Mateus do Sul, mas também de Antonio Olinto e São João do Triunfo.  Entre as doações, roupas infantis, calçados, calças e camisetas são os mais recebidos.  São mais de 500 peças recebidas por mês, em média.

Setor de invernos compeças masculinas e femininas.
Foto: Portal Cultura Sul
Na parede da recepção, a legenda dos preços. Cada cor de etiqueta representa um valor.
Maria Levandoski, voluntária. / foto: Portal Cultura Sul
Setor de inverno masculino e feminino. É possivel encontrar casacos de lã, de couro, blusas de moleton além peças vintages que estão em alta.
Foto: Portal Cultura Sul

Essas peças recebidas são classificadas e vendidas por preços que variam entre R$2 e R$20, e todo valor angariado é revertido em compra de cestas básicas e fraldas. Elas contam com o trabalho de um contador, que as auxilia na organização financeira.

E as peças que estão sem condições de uso?

As peças recebidas que não estão em condições de uso devido a manchas e rasgos são levadas para o hospital Dr Paulo Fortes, onde lá são feitas estopas com os tecidos. Maria comenta que a ONG gostaria de fazer as estopas ali no bazar, porém não detém o valor necessário para a compra da máquina.

                Quem recebe a ajuda do Anjos de Solidariedade?

As cestas básicas e fraldas são destinadas às pessoas acamadas ou que passam por tratamento de câncer. São pacientes de todas as faixas etárias e que recebem menos de um salário mínimo por mês.

Os beneficiados recebem 30 fraldas mensais e uma cesta de alimentos por mês, no valor de R$80 em média.

Hoje são 27 pacientes que recebem as fraldas e 38 pacientes que recebem cesta básica, sendo que alguns deles recebem os dois itens. Além de pacientes em São Mateus do Sul, há dois beneficiados em Antonio Olinto.

A pessoa que precisa desta ajuda vai até ao bazar e faz um cadastro, sendo que após a visita do grupo voluntário em sua casa, para que seja feita a análise da necessidade, ela passa a receber a doação mensal.

A organização ainda disponibiliza, em forma de empréstimo, uma cadeira de rodas, cadeira de banho, muleta, um aparelho de respiração traqueal e quatro camas de hospital.

Sobre o grupo

O grupo voluntário é formado por 10 membros, sendo que 4 delas trabalham no bazar diariamente, das 13h às 18h, fazendo revezamento entre si, pois algumas trabalham e não tem disponibilidade total.  Em média são duas voluntárias que trabalham por dia, pois o fluxo de recebimentos é intenso, sendo necessária a classificação dos produtos todos os dias. Em muitos dias, o grupo acaba trabalhando a noite para organizar as peças e poder expor no outro dia.

Grupo voluntário Anjos Solidários.
foto Portal Cultura Sul
Além da vendas de peças, o grupo faz ações para arrecadar recursos, como vendas de pastéis, por exemplo.

O valor angariado mensalmente é todo revertido na compras dos itens supracitados, além do pagamento ao contador, das taxas de água, luz e alvará e também do aluguel.

O Trabalho desenvolvido por estas pessoas mostra a bondade que ainda há no mundo e nos dá uma esperança na humanidade.

O Portal Cultura Sul parabeniza todas as voluntárias por este lindo projeto e convida todos os leitores e ouvintes a visitarem o bazar, para fazerem suas compras.

Além de ajudar o meio ambiente, pois a compra de peças usadas é uma forma de consumo sustentável, você ainda colabora com a continuidade deste projeto.

Da Redação Portal Cultura Sul FM.

Veja também

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *