São Mateus do Sul celebra Festa da Colheita do Mate

 São Mateus do Sul celebra  Festa da Colheita do Mate

Organizada pela Associação dos Amigos da Erva-mate (IG-Mathe) de São Mateus do Sul o evento teve entretenimento, ações culturais, gastronomia e competições. A Rua Barão do Rio Branco, no Centro de São Mateus do Sul, recebeu a 1ª Festa da Colheita do Mate, neste domingo (19/05), marcando o início da safra do produto certificado.

A IG-Mathe tem a certificação da Indicação de Procedência (IP) que é parte da 1ª Indicação Geográfica (IG) para a erva-mate no Brasil e a 2ª do mundo. Esta concessão, conforme o presidente, Ton Lugarini, garante maior confiabilidade ao produto e certifica sua origem. “Agrega valor à erva-mate e fortalece a cadeia produtiva”, opina.

Uma IG facilmente difundida na sociedade é a champanhe que só existe, com este nome, na sua região de origem. Da mesma forma o presunto Parma. A Indicação Geográfica da erva-mate, no caso, envolve São Mateus do Sul, Antônio Olinto, São João do Triunfo, Mallet, Rio Azul e Rebouças. Sendo aberta a adesão de novos associados.

Na abertura oficial, o deputado estadual Emerson Bacil (PSL) marcou presença, ressaltando seu papel parlamentar no setor produtivo e em meio às população. “Sou um deputado do povo e meu trabalho é sempre em defesa de São Mateus do Sul e região”, afirmou. “Precisamos unir forças e buscar nosso desenvolvimento. A erva-mate é um dos produtos que tem alto potencial econômico”.

Emerson Bacil citou a criação do Bloco Parlamentar da erva-mate na Assembleia Legislativa do Paraná, encabeçada por ele. Também destacou as leis de inserção do chá na merenda escolar, o reconhecimento dos produtos, como chimarrão, tererê e a erva-mate como símbolos paranaenses e a Expomate no calendário estadual. “São trabalhos na cadeia produtiva, dentre outras ações em que estamos empenhados”, disse.

O presidente da IG-Mathe ressaltou a importância de se valorizar a erva-mate, como produto diferenciado. Destacando o trabalho da entidade e perspectivas de ampliar a Festa da Colheita para o próximo ano. Ton Lugarini frisou que os Amigos do Mate querem juntar a maior roda de chimarrão do mundo, dentre outras iniciativas.

Para o presidente, na 1ª edição o objetivo de organizar a festividade, marcando o início da colheita, atingiu a meta de reunir as pessoas e fazer esta celebração. Segundo o prefeito, Luiz Adyr Gonçalves Pereira, que embasou seu discurso na história da erva-mate, o produto é um dos principais de São Mateus do Sul. “É justo que se faça a Festa da Colheita, pela importância que a erva-mate tem para nossa região”, destacou.

Da redação com informações e fotos Portal Cultura Sul FM

Veja também

Leave a Reply