PR 281: deputado Bacil coloca governo e sociedade, em busca de soluções

Grande número de pessoas, mais de 500, foram até o salão paroquial da Igreja Nossa Senhora do Rosário – em Rio Claro do Sul – na noite de quinta-feira (28/03). O assunto: recuperação da PR 281 e expectativas frente à possível e sonhada pavimentação asfáltica. O deputado estadual Emerson Bacil (PSL), também representante da comissão de obras da Assembleia Legislativa do Paraná, mobilizou autoridades e a sociedade para a audiência pública.

“Queremos encontrar um caminho. Venho para somar com todos nesta luta”, frisou. Na sua fala aos presentes, o deputado citou a necessidade do empenho coletivo para a recuperação emergencial da estrada e união de forças em busca da pavimentação. “É um pedido de vocês e estou aqui para dizer que meu compromisso é o desenvolvimento regional. Rio Claro do Sul pode contar com meu trabalho, em respeito a sua história e seu povo”.

Emerson Bacil destacou que a presença do secretário de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, numa audiência pública inédita no distrito, foi um avanço. “O governo do estado está aqui para ouvir as necessidades de todos e nos dizer o que e como pode ser feito. Temos esta confiança e estamos trabalhando em favor de Rio Claro do Sul. Essa reunião é fundamental para buscar soluções efetivas”.

Alberto Panek e o cunhado, Fernando Wander, fizeram uma apresentação às autoridades sobre Rio Claro do Sul. Com base em informações da história do distrito, os moradores da localidade embasaram o discurso da necessidade de levar em conta a recuperação emergencial, dos dois trechos da estrada estadual.

No rumo leste, a Vila que se formou a partir do Caminho das Tropas, tem ligação com a BR 476 num trecho de pouco mais de nove quilômetros. No sentido oeste outros 22,5 quilômetros ligam o distrito com a sede urbana: Mallet. Em ambos a situação é precária. Se dirigindo à mesa de autoridades emanou a pergunta: de quem é a responsabilidade sobre a PR 281?

Coube ao secretário de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, a resposta. Bastante convicto da necessidade e por conhecer o distrito, o gestor da pasta que tem entre as suas atribuições o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), assumiu a responsabilidade sobre a recuperação da rodovia PR 281, ponderando “questões legais” e apontando possibilidades a curto, médio e longo prazo.

Deixando claro de que não estava em Rio Claro do Sul para fazer promessa, mas buscar soluções efetivas, Sandro Alex segmentou as possibilidades. Primeiro um trabalho emergencial de tapa-buracos deve ocorrer, via DER ou, na impossibilidade, num convênio com as prefeituras de Mallet e São Mateus do Sul.

Sobre pavimentação asfáltica, o secretário afirmou que é necessário dar o primeiro passo, fazer um projeto. A tentativa inicial e fazer o trecho entre o distrito e a BR 476 e, num segundo momento, a ligação entre Rio Claro do Sul e a sede municipal. “Acredito que precisamos ser prudentes fazer primeiro a ligação com a BR e na sequência trabalhar em busca de recursos para a outra parte”, disse aos presentes.

Além das mais de cinco centenas de pessoas que foram até o salão paroquial, os prefeitos de Mallet, Moacir Szinvelski, e Paulo Frontin, Antônio Gilberto Gruba, prestigiaram a audiência pública. Vereadores das duas cidades, somados de parlamentares de São Mateus do Sul e Antônio Olinto, também, marcaram presença às tratativas sobre a PR 281.

Da redação com informações e fotos da assessoria do deputado Emerson Bacil

Veja também

Leave a Reply