Caminhoneiro morre carbonizado na BR-153 neste domingo

 Caminhoneiro morre carbonizado na BR-153 neste domingo

Um engarrafamento causou a morte de um caminhoneiro neste domingo (16), o acidente aconteceu após um incêndio florestal registrado pelo Corpo de Bombeiros na beira da BR-153, divisa das cidades de General Carneiro e Água Doce.

O fogo trouxe muita fumaça, causando má visão aos motoristas que ali passavam. Um caminhoneiro, ao tentar atravessar toda àquela fumada na rodovia de maneira lenta, foi atingido por outras duas carretas que seguiam atrás. O acidente foi causado pela má visibilidade na rodovia.

Nessa colisão, o Corpo de Bombeiros combatia o incêndio na vegetação, quando foram surpreendidos pelo choque das carretas. A proporção do abalroamento causou um novo incêndio em uma das carretas, o qual o motorista ficou preso nas ferragens e entrou em óbito, devido à carbonização.

O Corpo de Bombeiros de Irati também foi acionado para prestar apoio ao acidente. O corpo do caminhoneiro foi recolhido pelo IGP para a identificação. Não foi divulgado informações sobre os outros motoristas e seus veículos. O caso segue em investigação.

Como agir quando tiver fumaça ou neblina na via?

G1 ouviu o Observatório de Segurança Viária e o especialista em direção defensiva, Roberto Manzini, que deram dicas de como agir em situações de pouca visibilidade em rodovias. “O incêndio é um fato repentino. O vento vira e pode jogar a fumaça na via. Mas, no geral, as orientações são as mesmas para fumaça e neblina”, disse Manzini.

 

A primeira dica ao avistar fumaça ou neblina é reduzir a velocidade e manter uma distância segura para os demais veículos. Para o Observatório Nacional de Segurança Viária, em hipótese alguma o motorista deve parar o carro na via. “Se não der para continuar, tente parar no acostamento. O ideal é até parar fora do acostamento, já no gramado. Se acontecer um acidente, o primeiro local de escape para outros motoristas é o acostamento. Com isso, há chance de uma nova colisão”, falou Manzini. O observatório também orienta os ocupantes a fecharem os vidros do veículo, evitando que os passageiros respirem a fumaça. Se o ar-condicionado estiver ligado, a orientação é ativar a recirculação do ar.

Engavetamento

Se o motorista não conseguiu evitar entrar em um engavetamento, há outras orientações importantes.

“Não sair do carro. Afinal, se não há visibilidade, o motorista ainda pode ser atropelado por algum outro veículo. E, sempre que estiverem dentro do carro, os ocupantes devem utilizar o cinto de segurança”, conclui o instrutor de direção. Assim que a situação melhorar, o motorista deve retirar o carro da pista o quanto antes.

 

Prevenções

Como Manzini mencionou, um incêndio é um fato que pode começar de forma repentina, e pegar os motoristas de surpresa. Ainda assim, as concessionárias das rodovias podem alertar quem viaja por meio de placas informativas. “No caso de neblina, ainda é válido consultar a previsão do tempo e as condições da pista antes de sair de casa”, falou Manzini.

Veja também

Leave a Reply