Sesi traz para São Mateus do Sul a peça “Central Sistema de Som”

0

O sistema FIEP, composta pela Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná), Sesi (Serviço Social da Indústria), Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) e IEL (Instituto Euvaldo Lodi), traz para São Mateus do Sul, mais um “teatro”, cultural onde desenvolve o conhecimento e principalmente a cultura na região.

Em Maio a organização trouxe, a peça mais recente do grupo Obragem, O Céu de Valetim, onde caracteriza temos urbanos atuais, em que o corpo expressa as tensões vividas de forma particular, o maior desenvolvimento, é a encenação onde apresenta um panorama de identificação com a realidade, por meio de imagens simbólicas, microcosmo (corpo humano/sentimento/história pessoal), com o macrocosmo (planeta/sociedade) e, imagens do Céu, com nuvens em movimento que arrastam obstáculos.

Agora a instituição trouxe outra peça grandiosa para o município, onde será apresentada a “Central Sistema de Som”, está peça mescla estilos, ritmos e gêneros musical, que representam a miscigenação cultural, nos grandes centros urbanos. Tendo como Pauta a “Sete Bilhões de Vozes”, oferecendo ao público nova experiência sensorial. O repertorio é 100% autoral e dialoga com vertentes da música negra oriunda de diferentes lugares do mundo. O figurino, inédito a cada show, sintetiza a versatilidade dos músicos, onde são expostas influencias étnicas, da arte de rua e cultura popular.

Onde será realizado no Clube dos Empregados da Petrobras (CEPE), na Rua Manoel C. Bittencourt 2100 em São Mateus do Sul, no dia 28 de junho às 20 horas, os ingressos é totalmente grátis, Como uma contrapartida do Programa Circuito Cultural Sesi, o Sesi Cultura Paraná propõe a doação voluntária de 1 kg de alimento não perecível em troca dos ingressos (não obrigatório).

Os ingressos são ilimitados, para adquirir basta ir na própria instituição do FIEP, em São Mateus do Sul.

No mês de Setembro irá ter a peça: Revisitando Sartre onde Os personagens são levados a um salão sem janelas, iluminado todo o tempo, onde enclausurados, são condenados a uma “vida sem interrupções”. A peça, em um ato, foi escrita durante a Segunda Guerra Mundial e conta com três personagens: Garcin, Estelle e Inês. Os três personagens morreram e chegam ao inferno… AGUARDEM…

 

Da Redação Portal Cultura Sul FM, reportagem: Lucas Ricardo Cordeiro Ferreira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here