São Mateus do Sul conta com candidato local para deputado

0

Emerson Bacil confirma sua candidatura a deputado estadual pelo Partido Social Liberal (PSL), com foco em trazer ideias de renovação para a Assembleia Legislativa (ALEP). Ele defende a perspectiva de São Mateus do Sul ter representante próprio e presente no legislativo estadual, dentro de um triângulo regional, agregando Lapa, União da Vitória e Palmeira.

Seu principal motivo, para entrar na política, foi a indignação e falta de comprometimento da classe política que têm sido eleita com votos da região e desaparecem. “O esquecimento e o abandono de nossa região, por parte desses políticos, é evidente. Ficam apenas nos acordos pessoais e particulares. Isso me leva a buscar esta nova plataforma, representar o povo”, frisa.

Emerson Bacil salienta que conhece toda a região e sabe do que o povo precisa, bem como, no contato contínuo vai descobrindo essas necessidades repentinas e gerais. Segundo ele, somente um representante efetivo e envolvido diretamente com a população pode gerar as demandas regionais e transformar em ações efetivas para promover medidas eficientes.

O radialista, empresário e advogado Emerson Bacil, afirma que teve influencias de seu pai Olisses Bacil, que faleceu no mês abril deste ano. “Eu já havia conversado com ele alguns meses atrás e até alguns dias antes do acontecido [falecimento], e o legado do trabalho dele, em São João do Triunfo, referendam o nome da família neste cenário”, acrescenta.

Emerson se baseia no exemplo do pai, nos princípios, caráter, honestidade e vontade de servir às pessoas. “Aprendi e trago comigo. Toda a região conhece suas atitudes. Na sua vida preferiu cuidar das pessoas, acima de si mesmo. Especialmente, gente que mais precisava de carinho, afeto e um aperto de mão. Isso ele fez com maestria e eu guardo esse exemplo”.

O novo em evidência

De acordo com Emerson Bacil, o partido PSL mostra uma nova política com transparência e seriedade. A iniciativa de ter candidato próprio ao governo estadual e federal, mostra a nova linha. Isso, com interesse claro e objetivo de devolver o Brasil, para os brasileiros, recolocar num novo caminho. “Mudar de verdade, na totalidade, a política”, comenta.

Caso seja eleito, ele disse que pretende dar a região o que lhe é conferido de direto. “Temos um grande projeto de desenvolvimento, tanto no uso sustentável de recursos naturais quanto em plataformas de investimento e aplicação de recursos por parte da iniciativa privada. A erva-mate como referência, mais valorizada, sobretudo na técnica e mídia”, exemplifica.

“Falta uma política pública, não apenas de fomento, mas de projeto do ato de consumir erva-mate como algo saudável e temos, na região, a melhor erva-mate, a sombreada. Uma indústria forte e um produtor rural que conhece e sabe produzir. Existem as Casas Familiares Rurais para melhorar a técnica empregada, enfim, há um aparato amplo, neste setor”, completa.

Pensando a região

“A nossa indústria é primária e precisa de incentivos específicos, Arranjos Produtivos Locais [APLs], como existe no Rio Grande do Sul, em Lei, caso da erva-mate. Tudo isso precisa ser debatido com a sociedade e implementado. A saúde tem como referência os Consórcios Intermunicipais que precisam de melhor suporte financeiro e de estrutura”, relata.

“A educação tem exemplo para o Brasil, na região, caso do Combate à Evasão Escolar que precisa ser levado para o Paraná todo. Uma política específica para o turismo que tem monumentos e patrimônio natural, que pouco se conhece, carece de ações efetivas, mas de gente que conheça tudo isso e tenha parceiros que o ajudem”, detalha suas plataformas.

“Disso o meu interesse em ajudar nessas questões e colocar, muitas delas, em legislação estadual, sem ficar trocando favores com o executivo, mas colocando necessidade e aprovando Leis eficientes. Enfim, minhas propostas estarão, em breve, sendo esmiuçadas em detalhes na minha página no Facebook [https://www.facebook.com/emersonbacil2017/]”.

Eixo de desenvolvimento

Um dos problemas, conforme o candidato, é a falta de representatividade e interesse na política atual. “Precisamos arregaçar as mangar e desenvolver as propostas, melhorando a malha rodoviária, a infraestrutura como um todo. Os políticos que ali estão, mais uma vez, digo que não tem mostrado real interesse no desenvolvimento da nossa região.”, observa.

Diversas riquezas circulam pelas BRs, no entendimento de Emerson Bacil, mas não fica. É preciso, segundo ele, a consciência, mexendo na legislação, para melhorar o sistema que favoreça a agricultura sustentável, que é o motor econômico da região, bem como a produção leiteira, o fumo, o extrativismo e a indústria, caso da Petrobrás, em novos caminhos.

“Tudo isso, num debate aberto com a sociedade que vai apontar suas sugestões e necessidades, somado do meu conhecimento regional e proposição de ações de governo, inseridas em legislação e não iniciativas, simplesmente, por troca de favores políticos com o executivo, prática tão comum no cenário atual, infelizmente”, ressalta Bacil.

Nesse contexto, o candidato do PSL defende um triângulo de ações, caso seja eleito. As ações de seu mandato ficariam num eixo que envolve da Lapa a Palmeira, de Palmeira a União da Vitória e de União da Vitória à Lapa. Nesse contexto, centralizado a partir de São Mateus do Sul, envolvendo São João do Triunfo e Antônio Olinto. Se estendendo a toda esta região e Irati.

A perspectiva é utilizar-se do extrativismo e agricultura forte nesse triângulo, planejando ações de governo e legislação eficiente para permitir a exploração, sustentável e cuidando do meio ambiente. Nesse leque, a criação de um Porto Seco (posto administrativo regional), centro tecnológico e zonas industriais são os objetivos que se somam ao foco da campanha.

Outra ação defendida pelo candidato é o fortalecimento do projeto regional de Hortifruti (HF). Além de fomentar o apoio técnico, já existente, auxiliar na criação de um Centro Regional de recepção e distribuição (modelo Ceasa). Dando mais condições de comércio para agricultores e melhorando a qualidade dos produtos nos mercados.

Da Redação Portal Cultura Sul FM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here