PRF recomenda como proceder diante de um animal na pista

0

Na manhã desta terça-feira (10/04), mais um animal silvestre (Gato do Mato), foi atropelado na BR-476, próximo ao posto CUPIM, supostamente podendo ser um caminhão, mas sem confirmação, município de São Mateus do Sul.

Foto: Jonathan Ducate

Com o aumento da população, os casos de acidente com animais vêm sendo mais frequentemente nesses últimos anos, trazendo risco nas rodovias paranaenses, o desenvolvimento das cidades está afetando, principalmente a mata biológica da região, forçando os animais a “mudarem” seu habitat.

As margens da BR-476 vêm sendo maior a morte de animais, diversas espécies já perderam a vida, ao trafegar pelo acostamento da rodovia, fica nítida a ideia de acidente com animais, sendo diversas espécies, Tatu, cobra, lagarto, gato (Gato do Mato), cachorro, cavalo, vaca até mesmo teve um caso de uma suposta onça. http://portalculturasulfm.com.br/onca-pintada-morre-atropelada-na-br-476/

Imagem: Internet

Ainda segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), recomenda os motoristas a como proceder diante de um animal na pista, os polícias reforçam que ao avistar qualquer animal na rodovia ou nas proximidades, que tirem o pé do acelerador e tentem reduzir a velocidade do veículo aos poucos.

“Em hipótese nenhuma o condutor deve pisar bruscamente no freio quando avistar um animal na pista. Se agir desta forma estará correndo o risco de capotar o carro ou de provocar uma colisão com um eventual carro que esteja vindo atrás. Mesmo diante do susto, o recomendado é manter a calma, tirar o pé do acelerador, ir reduzindo aos poucos a velocidade do veículo até contornar o animal, que neste caso se torna um obstáculo”, explica a PRF.

Imagem: Ilustrativa

Também, a guarnição da PRF, auxilia que evitem viajar no período noturno, por conta da pouca visibilidade, pois o momento da reação se torna menor quando um condutor vê um animal na pista quando viaja a noite.

Por fim foi explicado que o tempo da reação do motorista e o mesmo que leva o feixe de luz do farol do carro, quando avista o animal, sendo muito curto o intervalo de tempo, muitos animais parecem despercebidos, trazendo acidentes gravíssimos por falta de atenção do motorista e a preocupação do passageiro.

Da Redação Portal Cultura Sul FM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here