Presidente do Palmeiras reclama de Bragantino x Corinthians no Pacaembu

0

O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, reclamou da decisão da Federação Paulista de Futebol de aceitar que o Bragantino leve para o Pacaembu a primeira partida contra o Corinthians, pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

O que coloquei, embora esteja no regulamento, é que isso tem uma implicação, uma influência técnica, uma distorção, e foi isso que coloquei na reunião. Isso cabe aos clubes voltarem a discutir melhor no regulamento do ano que vem. Acaba depondo contra o campeonato, e o Paulista é muito respeitado, sério, e quando você traz um jogo para a capital, que seria no interior, acho que tem uma distorção esportiva – afirmou o dirigente.

Maurício Galiotte em entrevista a Mauro Naves (Foto: Tossiro Neto)

O Bragantino é o único clube classificado para as quartas que não jogará em casa. O clube alega que precisa de dinheiro para disputar a Série C do Campeonato Brasileiro.

– Eu não posso fazer isso (jogar em casa) e depois ficar devendo. O dirigente precisa ser frio e dar condição para sua torcida vir ao estádio – justificou o presidente do Bragantino, Marco Antônio Nabi Chedid.

Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da Federação Paulista, mostrou-se aberto à mudança no regulamento para as próximas edições. Desde que os clubes concordem com isso.

– Não é inversão de mando, é inversão de local da partida. Ocorreu por dois anos seguidos, quando isso aconteceu ano passado, sentamos para discutir com os clubes. Não é fácil resolver. Se tivéssemos vetado jogar na capital, não teríamos Santos x Corinthians na semana passada, que foi um brilhante jogo. Não é um assunto simples. Mas se proibir, tem de ser para todo mundo. Vamos tratar novamente do assunto. É só os clubes quererem colocar isso no regulamento. Vetar o jogo na cidade do time visitante – afirmou Reinaldo.

Os confrontos das quartas de final do Paulistão (Foto: Reprodução)

Duílio Monteiro Alves, diretor de futebol do Corinthians, evitou polêmica com o presidente do arquirrival.

– Não é questão de reclamar. Ele (Galiotte) colocou a posição dele, é um direito dele. Só entendo como uma posição. Faz parte. Ele dizer que isso poderia depor contra o campeonato, acho normal – disse Duílio.

O Palmeiras enfrenta o Novorizontino, sábado, às 19h, no estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte. O segundo jogo está marcado para o dia 20 de março (quarta-feira que vem), às 20h30, na arena.

Matéria : Globo Esporte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here