Justiça nega recurso da APP e mantém ilegalidade da greve

0
Tribunal de Justiça do Estado do Paraná. Foto: Divulgação TJ
Tribunal de Justiça do Estado do Paraná.
Foto: Divulgação TJ

A 5ª Câmara Civil do Tribunal de Justiça do Paraná negou nesta terça-feira (2), por unanimidade, o recurso da APP-Sindicato e manteve a liminar que considera a greve dos professores ilegal e estipula multa diária de R$ 40 mil.

Durante a audiência, os cinco desembargadores já começaram a discutir a possibilidade de considerar a greve abusiva para ter sanções mais severas em caso de descumprimento.

Em 36 dias em greve, o sindicato dos professores já deve em multas mais de R$ 1,4 milhão por desrespeitar a decisão judicial do desembargador Luiz Mateus de Lima.

Na semana passada, como a ordem da judicial foi desobedecida, com o prosseguimento da greve, a Procuradoria Geral do Estado (PGE) solicitou na Justiça o bloqueio do dinheiro da APP-Sindicato para pagamento da multa. A medida ainda será avaliada pelos desembargadores.

Fonte: Agência Estadual de Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here