Horário de verão pode acabar

0

Faltando menos de um mês para o início do horário de verão, governo pode decidir ainda se acaba ou não com o horário. Ministério de Minas e Energia já afirmou que adiantar o relógio em uma hora não tem contribuído para a economia de energia.

Agora, o governo está avaliando se o fim do horário pode afetar o turismo e o consumo em geral no brasil.

Segundo as informações o assunto já está na mesa do presidente Michel Temer e ainda deve passar por analise. Caso seja extinto, o presidente precisa assinar um decreto sobre o tema sem necessidade de tramitação pelo congresso.

A análise corre contra o tempo, pela lei atual, os relógios devem ser adiantados em uma hora sempre no “terceiro domingo do mês de outubro de cada ano”, que neste ano cai no dia 15 de outubro. O fim do período 2017/2018 está previsto para 17 de fevereiro de 2018.

O assunto foi encaminhado em agosto para a Casa Civil da Presidência, embasado em estudos do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), concluindo que há pouca redução na demanda de energia com a política de esticar o dia em uma hora.

O fim do horário de verão está sendo analisado pela área energética do governo desde março, com a realização de estudos e apresentação dos dados. Com esses estudos, autoridades do MME concluíram que, sem efetividade na economia de energia, o debate sobre o fim do horário de verão deveria ser levado à Presidência e a outros órgãos de governo, pois o que irá determinar se essa política continua ou acaba será o costume e a cultura do brasileiro.

Os defensores do horário de verão afirmam que devem ser analisados os impactos econômicos, sociais e culturais da política. Entre os argumentos favoráveis ao horário de verão está o aumento do turismo e do consumo gerados com uma hora a mais de luz solar no final das tardes.

O Ministério de Minas e Energia divulga em seu site estudos realizados “nos anos 2000”, que mostrou que a maioria da população dos estados onde é praticado o horário de verão gosta da medida.

Segundo o ministério, uma das pesquisas mostrou aprovação do horário de verão por 82,2% dos pesquisados, com respostas entre ótimo, bom e regular. Essa pesquisa também constatou que 68,3% da população eram favoráveis à repetição da medida nos anos seguintes.

Matéria VVale

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here