Bactéria afeta produção de milho no Paraná

0

Uma doença tem preocupado os produtores de uma das principais culturas de grãos de agronegócio. Ao menos 15 municípios do Paraná já registraram a chamada estria bacteriana, que tem afetado diretamente o potencial de produção das lavouras de milho no estado.

Estria bacteriana pode reduzir produção em até 50%, segundo especialista

Rui Pereira Leite é pesquisador da área de proteção de plantas do Instituto Agronômico do Paraná. De acordo com ele, essa é a primeira vez que há registros dessa bactéria no Brasil. África do Sul, Estados Unidos e Argentina são alguns dos países que já sofreram com o problema.

Segundo Rui, a bactéria interfere na capacidade de fotossíntese da planta, o que afeta a produtividade. Cidades como Toledo, Campo Mourão
e Londrina estão entre as que registraram casos da doença. O especialista dá um diagnóstico dos problemas causados pela bactéria na planta.

“Nós já temos alguns dados aqui no Paraná, onde foi observado em híbridos e milhos altamente suscetíveis uma redução de cerca de 50% na produção. Então um híbrido, que tem um potencial, na ausência da doença, de produzir de oito a dez mil quilos por hectare, caiu para menos de quatro mil quilos.”

Uma doença tem preocupado os produtores de uma das principais culturas de grãos de agronegócio. (Foto Agencia do Rádio)

Rui destaca, ainda, que apesar da possibilidade de atingir grandes áreas, os produtores não precisam se desesperar, pois os focos são específicos.

No entanto, o diretor da Associação dos produtores de Milho do Paraná, Alex Mittel lembra dos impactos de uma situação como essa para o produtor.

“Vai impactar bastante, porque hoje nós estamos com os custos das culturas apertados. As margens estão bem apertadas. Então qualquer perda de produtividade, mesmo que seja parcial vai interferir bastante. Vai afetar a receita geral do produtor.”

O milho é peça chave no agronegócio brasileiro, pois além de servir para o consumo humano, serve também de ração para abastecer granjas e alimentar outros animais.

O milho é peça chave no agronegócio brasileiro, pois além de servir para o consumo humano, serve também de ração para abastecer granjas e alimentar outros animais.
(Foto: Internet)

Reportagem, Raphael Costa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here