História de uma Super Mãe de São Mateus do Sul: Maria Cristina, mãe adotiva

0
593

Maio é o mês das mães, período cheio de homenagens à essas heroínas da vida real. A Rádio, juntamente com o Portal Cultura Sul FM, trará algumas histórias de mães da nossa cidade, que irão te inspirar e mostrar que ser mãe vai muito além daquilo que imaginamos.

Hoje, Conheça a história de uma Super Mãe de São Mateus do Sul, que há 5 anos adotou seus filhos.

Maria Cristina de Souza Kurzydlowski tem 45 anos e é natural da comunidade do Rio das Pedras B. Após o casamento com Renato Kurzydlowski, em 15 de outubro de 2009, passou a morar na Vila Amaral. 

O casal trabalha há muitos anos no Colégio Estadual Duque de Caxias, ela no setor de serviços gerais e ele como Vice-Diretor. Maria conta que sempre quis ser mãe, e após 1 ano de casamento, em 2010, ela decidiu ter filhos, então foi buscar informações sobre como era o processo de adoção.

Ela deu entrada com o pedido no Fórum de São Mateus do Sul, e ficou na fila de espera por 4 anos, quando em 2014 ela pode adotar seus filhos. Ela contou que o processo é muito lento e burocrático, e que há muitas exigências por parte da Vara da Infância e Juventude.

Depois de várias visitas e todos os trâmites legais efetuados, no dia 27 de fevereiro de 2014 ela e seu marido puderam aumentar a família e encher seu lar de amor.

Os filhos adotados eram 3  irmãos da cidade de Mallet, porém o menino mais velho não adaptou-se ao seu novo ambiente e por isso acabou voltando para a cidade natal. Eles viviam na Casa Lar do Município desde pequenos. 

Seus filhos são Willian de Souza Kurzydlowski, hoje com 14 anos, e Erica de Souza Kurzydlowski, de 12 anos. Os dois estudam no Colégio Estadual São Mateus.

Ele está no 1º ano do ensino médio, e ela está no 7º ano do Ensino Fundamental.

A adaptação do casal adotado foi lenta, mas positiva. Maria Cristina conta que na época ela tinha 7 anos e ele 10, e que como ela morava na Casa Lar desde os 3 meses de vida e ele desde os 3 anos, seria normal eles demorarem pra se adaptar.

Hoje a família continua morando na Vila Amaral. Eles levam uma vida tranquila e recebem muito amor e atenção. As crianças gostam de ajudar seus pais a cuidar do jardim, conta Maria.

Maria é uma Super Mãe, possui um coração enorme e seu amor pelos filhos é visível.  

Nossa cidade possui histórias de maternidade inspiradoras, e hoje você pôde conhecer uma delas.

Mães, sejam adotivas, sejam como for, são o exemplo mais sublime de amor!

Da redação Portal Cultura Sul FM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome