Governo do Estado “abraça” projeto Estrada de Ferro Morretes – Antonina

0
270

A implantação do produto turístico Estrada de Ferro Morretes – Antonina, da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF), e autoria do lapeano Márcio Assad, tem sinalização de interesse por parte do Governo Estadual. A ação tem respaldo da empresa Rumo Logística e aval do Paraná Turismo. A data estabelecida para o início de operações é 22 de dezembro de 2019.

A idealização deste produto turístico é da década de 1990, há 25 anos, quando Márcio Assad foi diretor de Comunicação da ABPF no Paraná. “Fez bodas de prata e agora ganha pontual incentivo do governo de Carlos Massa Ratinho Júnior. Com a aval da empresa Rumo Logística e apoio da ABPF”, relata o idealizador.

Com o aval do vice-presidente da ABPF, engenheiro Marlon Ilg, o lapeano vai coordenar a implantação do trem turístico com uso da Maria Fumaça Locomotiva 11. Márcio Assad foi convidado para ocupar a função de Chief Executive Officer (CEO). Tendo o ferroviarista Rodrigo Dolenga, de vasta experiência em operação ferroviária – caso do trem de Piratuba-SC, como diretor de operações.

O presidente da Paraná Turismo, João Jacob Melh, teve agenda com a ABPF, Márcio Assad e grupo que vai trabalhar a implantação do produto, na noite desta segunda-feira (06/05). A reunião confirmou o início deste trabalho, em parceria com a concessionária detentora das linhas férreas empresa Rumo Logística.

“Estou muito contente com esse novo desafio, apoiado pelo Marlon da ABPF, trabalhei com seu pai Ralf Ilg quando do pioneirismo do turismo férreo no Brasil e agora recebo o apoio. Também contente pelo Paraná Turismo, empresa Rumo Logística que cada vez mais cresce e nos dá este apoio fundamental”, comemorou.

História: Rio do Sul, com a presença do Governador Esperidião Amin. Como apoio Eng. Paulo Sidnei e o ferroviárista Ralf Ilg, pai do Marlon.

Márcio Assad (pelo Centro de Memória Ferroviária da Lapa) em conjunto com as ABPFs, regionais Santa Catarina, Paraná e nacional, são referências para a Rumo Logística. Isso nos trabalhos em prol de passeios eventuais e comemorativos, caso do trem natalino. “Também agradeço ao nosso deputado da região, Emerson Bacil, pelo apoio dessa proposta e outras que temos e que ele tem se apresentado como parceiro”, nas áreas do engrandecimento de nossa história e preservação da memória completou.

O Paraná Turismo, por meio do presidente João Jacob Mehl, tomou conhecimento do projeto no 25º Salão Paranasense de Turismo e, prontamente, marcou a reunião. Desta agenda, também, participou o diretor de Marketing, Aldo Carvalho, que acompanha o trabalho de Assad desde os primórdios do turismo férreo, quando já fazia parte da Empresa Paranaense de Turismo – ParanaTUR.

Da redação com informações de Márcio Assad, ABPF e Centro de Memória da Lapa. Fotos Márcio Assad

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome